Categoria: Beleza e Saúde

Dicas de dieta saudável para o coração

Procurando prevenir doenças cardíacas e melhorar sua saúde cardiovascular?Saiba quais alimentos são mais saudáveis ​​para o seu coração.

Homem mulher, cortar, veggies

O que é uma dieta saudável para o coração?

A doença cardíaca é a principal causa de morte de homens e mulheres – e exige mais vidas do que todas as formas de câncer combinadas. Ser diagnosticado com doença cardiovascular também pode ter um impacto emocional, afetando seu humor, perspectiva e qualidade de vida. Embora o controle de peso e o exercício regular sejam fundamentais para manter o coração em forma, os alimentos que você come podem ter o mesmo valor. Na verdade, juntamente com outras escolhas de estilo de vida saudável, uma dieta saudável para o coração pode reduzir o risco de doença cardíaca ou derrame em 80%.

Nenhum alimento único pode torná-lo magicamente saudável, de modo que seu padrão geral de dieta é mais importante do que alimentos específicos. Em vez de alimentos fritos, processados, refeições prontas e lanches açucarados, uma dieta saudável para o coração é construída em torno de alimentos “reais”, naturais – frescos do solo, do oceano ou da fazenda.

Se você está procurando melhorar sua saúde cardiovascular, já foi diagnosticado com doença cardíaca, ou ter colesterol alto ou pressão alta, essas dicas de dieta saudável para o coração podem ajudá-lo a gerenciar melhor essas condições e diminuir o risco de um ataque cardíaco.

Mudar para uma dieta saudável para o coração
Coma mais: Coma menos:
Gorduras saudáveis, como nozes cruas, azeite de oliva, óleos de peixe, sementes de linhaça e abacates Gorduras trans de alimentos parcialmente hidrogenados ou fritos; gorduras saturadas de alimentos fritos, fast food e salgadinhos.
Frutas e vegetais coloridos – frescos ou congelados Alimentos embalados, especialmente aqueles ricos em sódio e açúcar
Cereais ricos em fibras, pães e massas feitas de grãos integrais ou leguminosas Pães brancos ou de ovos, cereais açucarados, massas refinadas ou arroz
Proteínas de alta qualidade, como peixes e aves Carne processada, como bacon, salsicha e salame e frango frito
Laticínios orgânicos, como ovos, leite desnatado ou iogurte sem açúcar Iogurte com adição de açúcar; Queijo processado

Três chaves para uma dieta saudável para o coração

1. Seja esperto sobre gorduras

Se você está preocupado com a saúde do seu coração, em vez de evitar a gordura em sua dieta, tente substituir as gorduras insalubres por gorduras boas . Algumas das melhorias mais importantes que você pode fazer na sua dieta são:

Recorte gorduras trans. Além de elevar seu LDL, ou nível de colesterol “ruim”, que pode aumentar o risco de ataque cardíaco e derrame, a gordura trans também reduz os níveis de HDL ou colesterol “bom”, o que pode aumentar o risco cardiovascular. As gorduras trans são encontradas em alimentos como produtos cozidos comercialmente, alimentos fritos e qualquer coisa com óleo “parcialmente hidrogenado” nos ingredientes, mesmo se alegar ser “isento de gordura trans”.

Limite de gorduras saturadas. Gorduras saturadas são encontradas principalmente em óleos tropicais, laticínios e carne vermelha e devem ser limitadas a não mais que 10% de sua ingestão calórica diária.Desfrute de produtos lácteos com moderação e varie as fontes de proteína em sua dieta, optando por peixe, frango sem pele, ovos e fontes vegetarianas de proteína, sempre que possível.

Coma gorduras mais saudáveis. Comer alimentos ricos em gordura monoinsaturada e poliinsaturada pode melhorar os níveis de colesterol no sangue e diminuir o risco de doença cardíaca. Coma ácidos graxos ômega 3 todos os dias, de peixes gordurosos, como salmão, truta ou arenque, ou de linhaça, couve, espinafre ou nozes. Outras fontes de gorduras saudáveis ​​incluem azeite, abacate, nozes e manteigas de frutos secos.

2. Não substitua a gordura por açúcar ou carboidratos refinados

Ao reduzir os alimentos de risco cardíaco, tais gorduras insalubres, é importante substituí-los por alternativas saudáveis. Substituir carnes processadas por peixe ou frango, por exemplo, pode fazer uma diferença positiva na sua saúde. Mas trocar gorduras animais por carboidratos refinados – como substituir o bacon do café da manhã por um donut ou um cereal açucarado – não fará nada para diminuir o risco de doenças cardiovasculares.

Seu corpo não precisa de adição de açúcar – ele recebe tudo o que precisa do açúcar que ocorre naturalmente nos alimentos. Alimentos açucarados e carboidratos refinados apenas somam muitas calorias vazias que são tão ruins para o coração quanto para a cintura.

Em vez de refrigerantes açucarados, pão branco, massas e alimentos processados ​​como pizza, opte por grãos integrais não refinados como trigo integral ou pão multigrain, arroz integral, cevada, quinoa, farelo de cereais, aveia e vegetais sem amido.

3. Concentre-se em alimentos ricos em fibras

Uma dieta rica em fibras pode reduzir o colesterol “ruim” e fornecer nutrientes que ajudam a proteger contra doenças cardíacas. Como um bônus adicional, também pode ajudá-lo a perder peso. Como a fibra permanece no estômago por mais tempo do que outros alimentos, a sensação de saciedade permanecerá com você por muito mais tempo, ajudando você a comer menos. A fibra também move a gordura através de seu sistema digestivo mais rapidamente e absorve menos. E quando você encher de fibra, você também terá mais energia para o exercício.

A fibra insolúvel é encontrada em grãos integrais, cereais de trigo e vegetais, como cenoura, aipo e tomate.

Fontes de fibras solúveis incluem cevada, aveia, feijão, nozes e frutas, como maçãs, bagas, frutas cítricas e peras.

Evite sal e alimentos processados

Comer muito sal pode contribuir para a pressão alta, que é um importante fator de risco para doenças cardiovasculares. A American Heart Association não recomenda mais do que uma colher de chá de sal por dia para um adulto. Isso pode soar assustadoramente pequeno, mas na verdade existem muitas maneiras indolores – até deliciosas – de reduzir sua ingestão de sódio.

Reduza os alimentos enlatados ou processados. Grande parte do sal que você come vem de alimentos enlatados ou processados, como sopas ou jantares congelados – até mesmo as carnes de aves ou outras carnes geralmente adicionam sal durante o processamento. Comer alimentos frescos, procurar carnes sem sal e fazer suas próprias sopas ou ensopados pode reduzir drasticamente sua ingestão de sódio.

Use especiarias para dar sabor. Cozinhar por si mesmo permite que você tenha mais controle sobre sua ingestão de sal. Faça uso das muitas alternativas deliciosas ao sal. Experimente ervas frescas como manjericão, tomilho ou cebolinha. No corredor de especiarias secas, você pode encontrar alternativas como pimenta da Jamaica, folhas de louro ou cominho para dar sabor à sua refeição sem sódio.

Substituto reduzido versões de sódio, ou substitutos de sal. Escolha seus condimentos e alimentos embalados com cuidado, procurando alimentos rotulados como livres de sódio, baixo teor de sódio ou sem sal. Melhor ainda, use ingredientes frescos e cozinhe sem sal.

A dieta DASH para baixar a pressão arterial

As abordagens dietéticas para parar a hipertensão, ou dieta DASH, é um plano alimentar especialmente concebido para ajudá-lo a baixar a pressão arterial, que é uma das principais causas de hipertensão e acidente vascular cerebral. Quando combinado com uma redução no sal, a dieta DASH pode ser mais eficaz na redução da pressão arterial do que a medicação.

Reacender a comida caseira

É muito difícil comer uma dieta saudável quando você está comendo muito, fazendo pedidos ou jantando em micro-ondas e outros alimentos processados. As porções são geralmente muito grandes e as refeições contêm muito sal, açúcar e gordura insalubre. Cozinhar em casa lhe dará melhor controle sobre o conteúdo nutricional de suas refeições e também pode ajudá-lo a economizar dinheiro e perder peso. Fazer refeições saudáveis ​​para o coração é mais fácil e consome menos tempo do que você imagina – e você não precisa ser um cozinheiro experiente para dominar algumas refeições rápidas e saudáveis.

Envolva toda a família. Troque as tarefas de compras e limpeza com seu cônjuge ou peça às crianças que ajudem na compra de mantimentos e preparem o jantar. As crianças acham divertido comer o que ajudaram a fazer e cozinhar juntas é uma ótima maneira de expandir as paletas de comedores exigentes.

Faça cozinhar divertido. Se você odeia a idéia de passar o tempo na cozinha, você precisa abraçar o seu lado divertido. Tente cantar ao som da sua música favorita enquanto cozinha, beba um copo de vinho ou ouça rádio ou audiolivro.

Faça os alimentos prontos para comer. É mais provável que você mantenha o coração saudável durante sua semana ocupada, se tornar alimentos saudáveis ​​facilmente acessíveis. Quando você chega em casa de compras de supermercado, cortar legumes e frutas e armazená-los na geladeira, pronto para a próxima refeição ou quando você está procurando um lanche rápido.

Use métodos de cozimento saudáveis ​​para o coração. Tão importante quanto escolher ingredientes saudáveis ​​é prepará-los de maneira saudável. Você pode assar, assar, assar, cozinhar a vapor, escalfar, fritar levemente ou refogar os ingredientes – usando uma pequena quantidade de azeite, caldo de sódio reduzido e temperos em vez de sal.

Cozinhe apenas uma ou duas vezes por semana e faça as refeições durante toda a semana. Cozinhe um grande lote de alimentos saudáveis ​​para o coração e reaqueça as sobras no resto da semana. Ou congelar refeições em porções individuais para aqueles dias em que você não tem tempo para cozinhar.

Controle o tamanho da porção – e seu peso

Carregar o excesso de peso significa que seu coração deve trabalhar mais, e isso geralmente leva à pressão alta – uma das principais causas de doenças cardíacas. Além de comer menos açúcar, sal e gorduras insalubres, reduzir o tamanho das porções é um passo crucial para perder ou manter um peso saudável .

Entenda os tamanhos de serviço. Um tamanho de porção é uma quantidade específica de comida, definida por medições comuns – e um tamanho de porção saudável pode ser muito menor do que você está acostumado. O tamanho da porção recomendada para massas é de ½ xícara, enquanto que uma porção de carne, peixe ou frango é de 57-85 gramas. Julgar o tamanho da porção é uma habilidade aprendida, então você pode inicialmente precisar usar xícaras, colheres e uma balança para ajudar.

Pense nisso. Depois de ter uma ideia melhor do que uma porção deve ser, você pode estimar sua porção.Você pode usar objetos comuns para referência; por exemplo, uma porção de massa deve ser do tamanho de uma bola de beisebol (um pouco menor que uma bola de críquete), enquanto uma porção de carne, peixe ou frango é do tamanho de um baralho de cartas.

Se você ainda estiver com fome no final de uma refeição, preencha as porções extras de vegetais ou frutas.

Cuidado com as porções de restaurante. Eles são geralmente mais do que qualquer um precisa. Peça um aperitivo em vez de um prato principal, divida uma entrada com seu companheiro de jantar ou leve metade de sua refeição para o almoço de amanhã.

Escolhendo Gorduras Saudáveis

Não pense que toda a gordura é ruim para você. Aqui está tudo o que você precisa saber sobre a gordura da dieta, incluindo como fazer escolhas mais saudáveis ​​sem sacrificar o sabor.

Óleo de nozes de abacate de peixe

O que são gorduras alimentares?

A gordura é um tipo de nutriente e, assim como proteínas e carboidratos, seu corpo precisa de um pouco de gordura como energia, para absorver vitaminas e para proteger a saúde do seu coração e do cérebro. Há anos nos dizem que comer gordura vai acrescentar centímetros à sua cintura, aumentar o colesterol e causar uma série de problemas de saúde. Mas agora sabemos que nem toda a gordura é a mesma.

Gorduras “ruins”, como gorduras trans e gorduras saturadas, são culpadas das coisas doentias pelas quais todas as gorduras foram culpadas – ganho de peso, artérias entupidas, aumento do risco de certas doenças e assim por diante. Mas gorduras “boas”, como gorduras insaturadas e ômega-3, têm o efeito oposto. Na verdade, gorduras saudáveis ​​desempenham um papel enorme em ajudá-lo a gerenciar seu humor, ficar no topo do seu jogo mental, combater a fadiga e até mesmo controlar seu peso.

Ao entender a diferença entre gorduras boas e más e como incluir mais gordura saudável em sua dieta, você pode melhorar seu humor, aumentar sua energia e bem-estar e até mesmo perder peso.

Gordura e colesterol

Gordura dietética também desempenha um papel importante em seus níveis de colesterol. O colesterol é uma substância gordurosa semelhante à cera que seu corpo precisa para funcionar adequadamente. Por si só, o colesterol não é ruim. Mas quando você recebe muito, isso pode ter um impacto negativo na sua saúde. Tal como acontece com a gordura da dieta, existem bons e maus tipos de colesterol.

  • O colesterol HDL é o tipo “bom” de colesterol encontrado no sangue.
  • O colesterol LDL é do tipo “ruim”.
  • A chave é manter os níveis de LDL baixos e HDL altos, o que pode proteger contra doenças cardíacas e derrames.
  • Por outro lado, níveis elevados de colesterol LDL podem obstruir as artérias e níveis baixos de HDL podem ser um marcador para o aumento do risco cardiovascular.

Em vez da quantidade de colesterol que você come, a maior influência sobre os níveis de colesterol é o tipo de gordura que você consome. Então, ao invés de contar o colesterol, é importante se concentrar em substituir as gorduras ruins por gorduras boas.

Gorduras boas contra gorduras ruins

Como a gordura é uma parte importante de uma dieta saudável, em vez de adotar uma dieta com baixo teor de gordura, é mais importante concentrar-se em comer gorduras “boas” mais benéficas e limitar as gorduras “ruins” prejudiciais.

Gorduras saudáveis ​​ou “boas”

Gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas são conhecidas como as gorduras boas porque são boas para o coração, colesterol e saúde geral. Essas gorduras podem ajudar a:

  • Reduza o risco de doença cardíaca e derrame.
  • Menores níveis de colesterol LDL, enquanto aumentam o HDL bom.
  • Evite ritmos cardíacos anormais.
  • Triglicérides inferiores associados a doenças cardíacas e combater a inflamação.
  • Baixa pressão arterial.
  • Previna a aterosclerose (endurecimento e estreitamento das artérias).

Adicionando mais destas gorduras saudáveis ​​à sua dieta também pode ajudar a fazer você se sentir mais satisfeito após uma refeição, reduzindo a fome e, assim, promover a perda de peso.

Gordura monoinsaturada – boas fontes incluem:

  • Óleos de oliva, canola, amendoim e gergelim
  • Abacates
  • Azeitonas
  • Nozes (amêndoas, amendoim, macadâmia, avelãs, nozes, cajus)
  • Manteiga de amendoim

Gordura poliinsaturada – boas fontes incluem:

  • Sementes de girassol, gergelim e abóbora
  • Linhaça
  • Nozes
  • Peixe gordo (salmão, atum, cavala, arenque, truta, sardinha) e óleo de peixe
  • Óleo de soja e cártamo
  • Leite de soja
  • tofu

Gordura insalubre ou “ruim”

Gordura trans . Pequenas quantidades de gorduras trans naturais podem ser encontradas em carnes e produtos lácteos, mas são gorduras trans artificiais que são consideradas perigosas. Este é o pior tipo de gordura, uma vez que não só aumenta o mau colesterol LDL, mas também diminui os níveis de HDL. As gorduras trans artificiais também podem criar inflamação, que está ligada a doenças cardíacas, derrame e outras condições crônicas e contribui para a resistência à insulina, o que aumenta o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Nos EUA, a FDA está fazendo incursões para proibir o uso de gorduras trans artificiais em alimentos preparados comercialmente, mas ainda é importante ler cuidadosamente os rótulos dos alimentos.Nenhuma quantidade de gordura trans artificial é considerada segura, por isso procure eliminá-la da sua dieta.

Gordura trans – fontes primárias incluem:

  • Pastelaria, bolachas, donuts, muffins, bolos, massa de pizza
  • Salgadinhos embalados (biscoitos, pipoca de microondas, batatas fritas)
  • Stick margarina, gordura vegetal
  • Alimentos fritos (batatas fritas, frango frito, nuggets de frango, peixe empanado)
  • Qualquer coisa que contenha óleo vegetal hidrogenado ou parcialmente hidrogenado, mesmo que ele afirme ser “livre de gordura trans”

Gordura saturada. Embora não seja tão prejudicial quanto a gordura trans, a gordura saturada pode elevar o colesterol LDL ruim e o excesso pode afetar negativamente a saúde do coração, por isso é melhor consumido com moderação. Embora não haja necessidade de eliminar toda a gordura saturada de sua dieta, a maioria dos especialistas em nutrição recomenda limitar o consumo a 10% de suas calorias diárias.

Gordura saturada – fontes primárias incluem:

  • Carne vermelha (carne de vaca, cordeiro, porco)
  • Pele de galinha
  • Laticínios integrais (leite, creme, queijo)
  • manteiga
  • Sorvete
  • Banha
  • Óleos tropicais, como coco e óleo de palma

Mas eu li que a gordura saturada não é mais considerada insalubre

Por décadas, médicos, nutricionistas e autoridades de saúde nos disseram que uma dieta rica em gorduras saturadas aumenta o colesterol no sangue e aumenta o risco de doenças cardíacas e derrames. No entanto, estudos recentes fizeram manchetes ao lançar dúvidas sobre essas alegações, concluindo que as pessoas que comem muita gordura saturada não experimentam mais doenças cardiovasculares do que aquelas que comem menos.

Então, isso significa que não há problema em comer tanta gordura saturada quanto você quiser?

O que esses estudos destacam é que, ao reduzir as gorduras saturadas em sua dieta, é importante substituí-las pelos alimentos certos. Por exemplo, trocar gorduras animais por óleos vegetais – como a substituição de manteiga por azeite de oliva – pode ajudar a reduzir o colesterol e reduzir o risco de doenças. No entanto, a troca de gorduras animais por carboidratos refinados, como a substituição do bacon do café da manhã por um pãozinho ou por um bolo, não trará os mesmos benefícios. Isso porque comer carboidratos refinados ou alimentos açucarados pode ter um efeito negativo semelhante sobre os níveis de colesterol, o risco de doença cardíaca e o peso.

Limitar sua ingestão de gordura saturada ainda pode ajudar a melhorar sua saúde, contanto que você tome cuidado para substituí-la por uma boa gordura, em vez de carboidratos refinados.

O poder do ômega-3

Os ácidos graxos ômega-3 são um tipo de gordura poliinsaturada e são especialmente benéficos para a saúde. Existem diferentes tipos de ômega-3: EPA e DHA são encontrados em peixes e algas e têm mais benefícios à saúde, enquanto ALA vem de plantas e é uma forma menos potente de ômega-3, embora o corpo converta ALA em EPA e DHA a baixas taxas.

A pesquisa mostrou que uma dieta rica em ômega-3 pode ajudar a:

  • Prevenir e reduzir os sintomas de depressão, TDAH e transtorno bipolar
  • Protege contra a perda de memória e demência
  • Reduzir o risco de doença cardíaca, derrame e câncer
  • Facilitar a artrite, dor nas articulações e condições inflamatórias da pele
  • Apoie uma gravidez saudável
  • Combata a fadiga, aguce a sua memória e equilibre o seu humor
As melhores fontes de ômega-3
Peixe: a melhor fonte de ômega-3 (alta em EPA e DHA)
  • Anchovas
  • arenque
  • Salmão
  • Cavalinha
  • Sardinhas
  • Truta
  • Atum
  • Mexilhões
  • Ostras
  • Linguado
Fontes vegetarianas de ômega-3 (alto em ALA)
  • Algas como algas marinhas (altas em EPA e DHA)
  • Ovos (pequenas quantidades de DHA)
  • Semente de linhaça e óleo de linhaça
  • Sementes de Chia
  • Canola e óleo de soja
  • Nozes
  • Maionese
  • Edamame
  • Feijão (refried, kidney, etc.)
  • Couve de Bruxelas
  • Couve
  • Espinafre

Quanto ômega-3 você precisa?

A American Heart Association (AHA) recomenda que as pessoas com doença cardíaca documentada recebam cerca de 1 grama de EPA mais DHA por dia. Para o resto de nós, a AHA recomenda comer pelo menos 100 g de porções de peixe por semana.

  • Peixes gordurosos como salmão, cavala, arenque, truta do lago, sardinha e atum voador são mais ricos em ácidos graxos ômega-3.
  • Se você não gosta de peixe ou quer ter certeza de obter seu ômega-3 diariamente, você pode querer tomar um suplemento de ômega-3, amplamente disponível ao balcão.
  • Tente incluir uma variedade de óleos, nozes, sementes e vegetais ricos em ALA em sua dieta.

O que fazer com mercúrio em peixes

Apesar dos benefícios para a saúde, quase todos os frutos do mar contêm vestígios de poluentes, incluindo o mercúrio de metais tóxicos. A concentração de poluentes aumenta em peixes maiores, portanto, evite comer tubarão, peixe-espada, peixe-rei e carapau.

A maioria dos adultos pode comer com segurança 170 g de frutos do mar cozidos por semana. Para mulheres grávidas, mães que amamentam e crianças menores de 12 anos, escolha peixes com mercúrio mais baixo, como camarão, atum light enlatado, salmão, Pollock ou bagre. Você também pode se proteger, variando os tipos de peixe que você inclui em sua dieta.

Suplementos de ômega-3

Embora os ômega-3 sejam melhor obtidos através da alimentação, existem muitos suplementos de ômega-3 e óleo de peixe disponíveis. O óleo de peixe não contém mercúrio (o mercúrio se liga à proteína, não à gordura) e quantidades muito baixas de outros contaminantes.

  • Uma cápsula por dia geralmente fornece cerca de 200 a 400 mg de EPA mais DHA e deve ser suficiente para a maioria das pessoas.
  • Se você precisar diminuir substancialmente os triglicérides, o médico pode recomendar óleo de peixe com prescrição, que foi concentrado para conter cerca de 900 mg de EPA mais DHA por cápsula.
  • Para vegetarianos estritos ou veganos, bem como para obter ALA de fontes alimentares, procure por cápsulas contendo DHA e EPA extraídas de algas, a fonte original de ômega-3 para peixes.

Dicas para tomar suplementos

Para alguns, as cápsulas de óleo de peixe podem ser difíceis de engolir e podem deixar um sabor de peixe.Manter as cápsulas no freezer antes de tomá-las pode ajudar, ou você pode procurar cápsulas inodoras ou desodorizadas.

Escolhendo óleos saudáveis

Os óleos vegetais reduzem o colesterol LDL e os triglicerídeos e aumentam o HDL ou o colesterol bom.Óleos como milho, girassol, cártamo e soja contêm ômega-6, um tipo de gordura poliinsaturada que pode ajudar a reduzir a resistência à insulina e a inflamação.

  • Use óleos vegetais não hidrogenados e naturais, como oliva, canola, cártamo e óleo de girassol, sempre que possível.
  • Óleos menos processados, como o azeite extra-virgem prensado a frio, contêm fitoquímicos potencialmente benéficos.
  • Ao usar azeite de oliva, opte por “extra virgem”, que pode ter benefícios cardíacos adicionais em relação ao azeite comum.

E quanto aos óleos tropicais, como o coco e o óleo de palma?

A indústria alimentícia gosta de promover os benefícios dos óleos tropicais, enquanto as orientações dietéticas evitam esses óleos. Quem está certo?

Esses óleos podem ter efeitos complexos nos níveis de colesterol no sangue – por exemplo, elevando o colesterol LDL “ruim”, mas também elevando o colesterol HDL “bom”, por exemplo – enquanto seus efeitos sobre outros marcadores de doenças cardíacas ainda não são claramente conhecidos.

  • Por enquanto, é mais seguro aderir aos óleos vegetais, pois há fortes evidências de que esses óleos são saudáveis ​​para o coração.
  • Se você ocasionalmente quiser comer algo que contenha coco ou óleo de palma, aprecie-o como um presente – é melhor do que comer algo com gordura trans, que esses óleos tropicais frequentemente substituem.

Dicas para adicionar mais gorduras saudáveis ​​à sua dieta

Em vez de contar obsessivamente gramas de gordura, procure uma dieta rica em vegetais, frutas, nozes e feijões, com duas ou mais porções semanais de peixe gordo, quantidades moderadas de laticínios, pequenas quantidades de carne vermelha e apenas frituras ocasionais. ou refeições processadas.

Isso pode significar substituir frango frito por frango grelhado, trocar parte da carne vermelha que você come por outras fontes de proteína, como peixe, frango ou feijão, ou usar azeite de oliva em vez de manteiga. Seguir uma dieta mediterrânea também pode ajudar a garantir que você esteja recebendo gorduras boas o suficiente em sua dieta e limitando as ruins.

Tente eliminar as gorduras trans da sua dieta. Verifique os rótulos dos alimentos quanto a gorduras trans.Limitar bens comercializados e fast food pode ir longe.

Limite a sua ingestão de gorduras saturadas , substituindo um pouco da carne vermelha que você come com feijão, nozes, aves e peixes, e mudando de leite integral para versões com menos gordura. Mas não cometa o erro de substituir a gordura saturada por carboidratos refinados e alimentos açucarados.

Coma gorduras omega-3 todos os dias. Inclua uma variedade de fontes de peixes, bem como fontes vegetais, como nozes, sementes de linho moídas, óleo de linhaça, óleo de canola e óleo de soja.

Cozinhe com azeite. Use azeite para cozinhar em vez de manteiga, palitos de margarina ou banha. Para assar, experimente o óleo de canola.

Coma mais abacates. Experimente-os em sanduíches ou saladas ou faça guacamole. Além de estarem carregadas de gorduras saudáveis ​​para o coração e para o cérebro, elas fazem uma refeição de recheio.

Adicione as nozes. Você pode adicionar nozes a pratos de vegetais, usá-los em vez de migalhas de pão com frango ou peixe, ou fazer sua própria trilha misturar com nozes, sementes e frutas secas.

Lanche de azeitonas. Azeitonas são ricos em gorduras monoinsaturadas saudáveis ​​e fazem para um lanche de baixa caloria.

Tempere sua própria salada. Os molhos comerciais de saladas são geralmente ricos em gorduras insalubres ou açúcares adicionados. Crie seus próprios molhos saudáveis ​​com óleos de oliva, linhaça ou gergelim.

A dieta do diabetes

Uma alimentação saudável pode ajudá-lo a prevenir, controlar e até reverter o diabetes. E com essas dicas, você ainda pode desfrutar da sua comida sem sentir fome ou privação.

Couve-flor e grãos

Qual é a melhor dieta para diabetes?

Pessoas com diabetes têm quase o dobro do risco de doença cardíaca e estão em maior risco de desenvolver distúrbios mentais, como depressão. Mas a maioria dos casos de diabetes tipo 2 é evitável e alguns podem até ser revertidos. Tomar medidas para prevenir ou controlar o diabetes não significa viver em privação; Significa comer uma dieta saborosa e equilibrada que também irá aumentar a sua energia e melhorar o seu humor. Você não tem que desistir de doces inteiramente ou se resignar a uma vida de comida sem graça.

Se você está tentando prevenir ou controlar o diabetes, suas necessidades nutricionais são praticamente as mesmas que todos os outros, por isso não são necessários alimentos especiais. Mas você precisa prestar atenção em algumas de suas escolhas alimentares – mais notavelmente os carboidratos que você come.Embora seguir uma dieta saudável para o coração, a coisa mais importante que você pode fazer é perder um pouco de peso.

Perder apenas 5% a 10% do seu peso total pode ajudá-lo a baixar os níveis de açúcar no sangue, pressão arterial e colesterol. Perder peso e comer mais saudável também pode ter um efeito profundo no seu humor, energia e sensação de bem-estar. Mesmo que você já tenha desenvolvido diabetes, não é tarde demais para fazer uma mudança positiva. Com uma alimentação mais saudável, mais atividade física e perda de peso, você pode reduzir seus sintomas ou mesmo reverter o diabetes. A linha inferior é que você tem mais controle sobre sua saúde do que você pode pensar.

O maior risco de diabetes: gordura da barriga

Estar acima do peso ou obeso é o maior fator de risco para diabetes tipo 2. No entanto, seu risco é maior se você tender a carregar seu peso em torno de seu abdômen ao contrário de seus quadris e coxas. Muita gordura da barriga envolve os órgãos abdominais e o fígado e está intimamente ligada à resistência à insulina. Você tem um risco maior de desenvolver diabetes se você:

  • Uma mulher com uma circunferência da cintura de 35 polegadas ou mais
  • Um homem com uma circunferência da cintura de 40 polegadas ou mais

Calorias obtidas de frutose (encontrada em bebidas açucaradas, como refrigerantes, bebidas energéticas e esportivas, bebidas de café e alimentos processados, como donuts, muffins, barras de cereais, doces e granola) têm maior probabilidade de aumentar o peso em torno do seu abdômen. Cortar em alimentos açucarados pode significar uma cintura mais fina, bem como um menor risco de diabetes.

Planejando uma dieta para diabetes

Uma dieta diabética não precisa ser complicada e você não precisa desistir de todas as suas comidas favoritas. O primeiro passo para fazer escolhas mais inteligentes é separar os mitos dos fatos sobre comer para prevenir ou controlar o diabetes.

Mito: Você deve evitar o açúcar a todo custo.Fato: Você pode desfrutar de suas guloseimas favoritas, desde que você planeje adequadamente e limite os açúcares escondidos. Sobremesa não tem que estar fora dos limites, desde que seja uma parte de um plano de refeição saudável.
Mito: Você tem que cortar muito carboidratos.Fato: O tipo de carboidratos que você come, bem como o tamanho da porção é fundamental.Concentre-se em carboidratos de grãos inteiros, em vez de carboidratos ricos em amido, pois são ricos em fibras e digeridos lentamente, mantendo os níveis de açúcar no sangue mais uniformes.
Mito: Você precisará de refeições diabéticas especiais.Fato: Os princípios da alimentação saudável são os mesmos – seja diabético ou não. Alimentos diabéticos caros geralmente não oferecem nenhum benefício especial.
Mito: Uma dieta rica em proteínas é a melhor.Fato: Estudos mostraram que comer muita proteína, especialmente proteína animal, pode realmente causar resistência à insulina, um fator-chave no diabetes. Uma dieta saudável inclui proteínas, carboidratos e gorduras. Nossos corpos precisam de todos os três para funcionar corretamente. A chave é uma dieta equilibrada.

Tal como acontece com qualquer programa de alimentação saudável, uma dieta para diabéticos é mais sobre seu padrão geral de dieta, em vez de ficar obcecada com alimentos específicos. Apontar para comer alimentos mais naturais, não processados ​​e menos embalados e alimentos de conveniência.

Coma mais

  • Gorduras saudáveis ​​de nozes, azeite, óleos de peixe, sementes de linhaça ou abacates
  • Frutas e legumes – idealmente frescos, quanto mais colorido melhor; fruta inteira em vez de sucos
  • Cereais ricos em fibras e pães feitos de grãos integrais
  • Peixe e marisco, frango orgânico ou peru
  • Proteínas de alta qualidade, como ovos, feijões, laticínios com baixo teor de gordura e iogurte sem açúcar

Coma menos

  • Gorduras trans de alimentos parcialmente hidrogenados ou fritos
  • Embalados e fast foods, especialmente aqueles ricos em açúcar, assados, doces, batatas fritas, sobremesas
  • Pão branco, cereais açucarados, massas refinadas ou arroz
  • Carne processada e carne vermelha
  • Produtos com baixo teor de gordura que substituíram a gordura por açúcar adicionado, como iogurte sem gordura

Escolha carboidratos de fibra lenta e liberação lenta

Carboidratos têm um grande impacto nos seus níveis de açúcar no sangue – mais do que as gorduras e proteínas – então você precisa ser esperto sobre quais tipos de carboidratos você come. Limite os carboidratos refinados, como pão branco, macarrão e arroz, bem como refrigerantes, doces, refeições embaladas e salgadinhos. Concentre-se em carboidratos complexos ricos em fibras – também conhecidos como carboidratos de liberação lenta. Eles são digeridos mais lentamente, evitando assim que o organismo produza muita insulina.

E quanto ao índice glicêmico?

Os alimentos com alto índice glicêmico (IG) aumentam rapidamente o açúcar no sangue, enquanto os alimentos com IG baixo têm o menor efeito sobre o açúcar no sangue. Embora o IG tenha sido promovido há muito tempo como uma ferramenta para ajudar a controlar o açúcar no sangue, existem algumas desvantagens notáveis.

  • Os verdadeiros benefícios à saúde do uso do IG permanecem obscuros.
  • Ter que se referir a tabelas GI torna a alimentação desnecessariamente complicada.
  • O IG não é uma medida da saúde de um alimento.
  • A pesquisa sugere que, simplesmente seguindo as diretrizes do Mediterrâneo ou outras dietas saudáveis ​​para o coração , você não apenas diminuirá sua carga glicêmica, mas também melhorará a qualidade de sua dieta.
Escolhendo carboidratos que são embalados com fibra (e não spike seu açúcar no sangue)
Ao invés de… Experimente estas opções de alta fibra …
arroz branco Arroz marrom ou selvagem, couve-flor
Batatas brancas (incluindo batatas fritas e purê de batatas) Batata doce, inhame, purê de couve-flor
Macarrão regular Massa de trigo integral, polpa de espaguete
pão branco Pão de trigo integral ou integral
Cereais matinais açucarados Cereal rico em fibras e com baixo teor de açúcar
Aveia instantânea Aveia cortada ou laminada
Flocos de milho Flocos de farelo com baixo teor de açúcar
Milho Ervilhas ou folhas verdes

Seja esperto com doces

Comer uma dieta diabética não significa eliminar completamente o açúcar, mas, como a maioria de nós, é provável que você consuma mais açúcar do que é saudável. Se você tem diabetes, você ainda pode desfrutar de uma pequena porção de sua sobremesa favorita de vez em quando. A chave é moderação.

Reduza seus desejos por doces , lentamente, reduza o açúcar em sua dieta um pouco de cada vez para que seu paladar tenha tempo de se ajustar.

Segure o pão (ou arroz ou macarrão) se você quiser sobremesa. Comer doces em uma refeição adiciona carboidratos extras, então reduza os outros alimentos ricos em carboidratos na mesma refeição.

Adicione um pouco de gordura saudável à sua sobremesa. A gordura diminui o processo digestivo, o que significa que os níveis de açúcar no sangue não aumentam tão rapidamente. Isso não significa que você deve alcançar os donuts, no entanto. Pense em gorduras saudáveis, como manteiga de amendoim, queijo ricota, iogurte ou nozes.

Coma doces com uma refeição, e não como um lanche autônomo. Quando comidos por conta própria, os doces causam o aumento de açúcar no sangue. Mas se você as comer junto com outros alimentos saudáveis ​​como parte de sua refeição, seu açúcar no sangue não aumentará tão rapidamente.

Quando você come a sobremesa, realmente saboreie cada mordida. Quantas vezes você comeu o seu caminho através de um saco de biscoitos ou um pedaço enorme de bolo? Você pode realmente dizer que gostou de cada mordida? Faça a sua indulgência contar comendo devagar e prestando atenção aos sabores e texturas. Você vai gostar mais, além disso, é menos provável que você coma demais.

Truques para reduzir o açúcar

Reduza refrigerantes, refrigerantes e sucos. Ao servir uma bebida açucarada que você bebe por dia, seu risco aumenta em cerca de 15%. Experimente água com gás com um toque de limão ou lima. Reduza os cremes e adoçantes que você adiciona ao chá e café.

Não substitua a gordura saturada com açúcar. Muitos de nós substituem a gordura saturada, como leite integral com carboidratos refinados, pensando que estamos fazendo uma escolha mais saudável. Baixo teor de gordura não significa saudável quando a gordura foi substituída por açúcar adicionado.

Adoce os alimentos você mesmo. Compre chá gelado sem açúcar, iogurte natural ou aveia sem sabor, por exemplo, e acrescente adoçante (ou fruta). Você provavelmente adicionará muito menos açúcar que o fabricante.

Verifique os rótulos e opte por produtos com baixo teor de açúcar e use ingredientes frescos ou congelados em vez de produtos enlatados. Tenha especial consciência do teor de açúcar dos cereais e bebidas açucaradas.

Evite alimentos processados ​​ou embalados, como sopas enlatadas, jantares congelados ou refeições com baixo teor de gordura, que geralmente contêm açúcar oculto. Prepare mais refeições em casa.

Reduza a quantidade de açúcar nas receitas em ¼ a ⅓. Você pode aumentar a doçura com hortelã, canela, noz-moscada ou extrato de baunilha em vez de açúcar.

Encontre maneiras saudáveis ​​de satisfazer seu desejo por doces. Em vez de sorvete, misture as bananas congeladas para um tratamento cremoso e congelado. Ou desfrute de um pequeno pedaço de chocolate amargo, em vez de uma barra de chocolate ao leite.

Comece com metade da sobremesa que você normalmente come e substitua a outra metade por frutas.

Tenha cuidado com o álcool

É fácil subestimar as calorias e carboidratos em bebidas alcoólicas, incluindo cerveja e vinho. E coquetéis misturados com refrigerante e suco podem ser carregados com açúcar. Escolha misturadores sem calorias, beba apenas com alimentos e monitore sua glicemia, pois o álcool pode interferir na medicação para diabetes e na insulina.

Açúcar escondido

Ser esperto com doces é apenas parte da batalha. O açúcar também está escondido em muitos alimentos embalados, fast food e produtos de mercearia, como pão, cereais, produtos enlatados, molho de macarrão, margarina, purê de batata instantâneo, refeições congeladas, refeições com baixo teor de gordura e ketchup. O primeiro passo é descobrir o açúcar oculto nos rótulos dos alimentos, o que pode levar alguma investigação:

  • Os fabricantes fornecem a quantidade total de açúcar em seus rótulos, mas não precisam diferenciar entre açúcar adicionado e açúcar que é naturalmente na comida.
  • Açúcares adicionados são listados nos ingredientes, mas nem sempre são facilmente reconhecíveis como tal. Enquanto açúcar, mel ou melaço são fáceis de detectar, o açúcar adicionado também pode ser listado como adoçante de milho, xarope de milho rico em frutose, suco de cana evaporado, néctar de agave, cristais de cana, açúcar invertido ou qualquer tipo de frutose, dextrose, lactose, maltose ou xarope.
  • Enquanto você espera que os alimentos açucarados tenham o açúcar listado no topo de sua lista de ingredientes, os fabricantes freqüentemente usam diferentes tipos de açúcares adicionados que aparecem dispersos na lista. Mas todas essas pequenas doses de diferentes adoçantes podem adicionar até muito açúcar extra e calorias vazias!

Escolha gorduras sabiamente

Algumas gorduras não são saudáveis ​​e outras têm enormes benefícios à saúde, por isso é importante escolher as gorduras com sabedoria.

Gorduras insalubres. As gorduras mais nocivas são as gorduras trans artificiais, que tornam menos provável a deterioração dos óleos vegetais. Evite produtos cozidos comercialmente, salgadinhos embalados, alimentos fritos e qualquer coisa com óleo “parcialmente hidrogenado” nos ingredientes, mesmo que ele afirme ser isento de gordura trans.

Gorduras saudáveis. As gorduras mais saudáveis ​​são as gorduras insaturadas, que vêm de fontes de peixes e plantas, como azeite, nozes e abacates. Os ácidos graxos ômega-3 combatem a inflamação e apoiam a saúde do cérebro e do coração. Boas fontes incluem salmão, atum e sementes de linhaça.

Gorduras saturadas. Encontrado principalmente em óleos tropicais, carne vermelha e laticínios, não há necessidade de eliminar completamente a gordura saturada de sua dieta – mas, em vez disso, desfrute com moderação. A American Diabetes Association recomenda não consumir mais de 10% de suas calorias diárias de gordura saturada.

Maneiras de reduzir gorduras insalubres e adicionar gorduras saudáveis:

  1. Em vez de chips ou bolachas, lanche em nozes ou sementes ou adicioná-los ao seu cereal matinal. Manteigas de nozes também são muito satisfatórias.
  2. Em vez de fritar, escolha assar, assar ou fritar.
  3. Evite a gordura saturada de carnes processadas, refeições embaladas e comida para viagem.
  4. Em vez de apenas carne vermelha, varie sua dieta com frango sem pele, ovos, peixe e fontes vegetarianas de proteína.
  5. Use azeite extra-virgem para vestir saladas, legumes cozidos ou pratos de massa.
  6. Os molhos de salada comerciais são muitas vezes ricos em calorias e gorduras trans, então crie seus próprios com azeite, óleo de linhaça ou óleo de gergelim.
  7. Adicione abacates a sanduíches e saladas ou faça guacamole. Além de ser carregado com gorduras saudáveis, eles fazem uma refeição satisfatória e satisfatória.
  8. Desfrute de produtos lácteos com moderação.

Coma regularmente e mantenha um diário alimentar

É encorajador saber que você só tem que perder 7% do seu peso corporal para reduzir seu risco de diabetes pela metade. E você não precisa contar obsessivamente calorias ou passar fome para fazer isso. Duas das estratégias mais úteis envolvem seguir um horário regular de refeições e registrar o que você come.

Coma em horários regulares

Seu corpo é mais capaz de regular os níveis de açúcar no sangue – e seu peso – quando você mantém um horário regular de refeições. Apontar para tamanhos de porção moderada e consistente para cada refeição.

Comece o seu dia com um bom café da manhã. Ele irá fornecer energia, bem como níveis de açúcar no sangue estável.

Coma pequenas refeições regulares – até 6 por dia. Comer regularmente ajudará você a manter suas porções sob controle.

Mantenha a ingestão de calorias igual. Para regular os níveis de açúcar no sangue, tente comer mais ou menos a mesma quantidade todos os dias, em vez de comer demais em um dia ou em uma refeição, e depois poupar o próximo.

Mantenha um diário alimentar

Um estudo recente descobriu que as pessoas que mantinham um diário alimentar perderam o dobro do peso daquelas que não o fizeram. Por quê? Um registro escrito ajuda a identificar áreas problemáticas – como o lanche da tarde ou o café da manhã – onde você está obtendo mais calorias do que imaginava. Ele também aumenta a sua consciência sobre o que, por que e quanto você está comendo, o que ajuda a diminuir o consumo de lanches irracionais.

Fique mais ativo

O exercício pode ajudá-lo a controlar seu peso e melhorar sua sensibilidade à insulina. Uma maneira fácil de começar a se exercitar é caminhar 30 minutos por dia (ou por três sessões de 10 minutos, se isso for mais fácil). Você também pode tentar nadar, andar de bicicleta ou qualquer outra atividade de intensidade moderada que faça você suar levemente e respirar com mais força.

Próximo passo…

Aprenda a perder peso e mantê-lo . Se a sua última tentativa de dieta não foi um sucesso, ou se os eventos da vida fizeram com que você ganhasse peso, não desanime. A chave é encontrar um plano que trabalhe com as necessidades individuais de seu corpo, de modo que você possa evitar armadilhas comuns na dieta e encontrar sucesso a longo prazo na perda de peso.

5 mitos alimentares comuns para pessoas com diabetes

Há muitos equívocos de que as pessoas com diabetes devem seguir uma dieta rigorosa, quando na realidade podem comer qualquer coisa que uma pessoa sem diabetes come. Amy Campbell, MS, RD, LDN, CDE, nutricionista do Joslin Diabetes Center desmascara alguns mitos alimentares comuns para pessoas com diabetes.

1. Pessoas com diabetes têm que comer alimentos diferentes do resto da família.

Pessoas com diabetes podem comer os mesmos alimentos que o resto da família. As diretrizes atuais de nutrição para diabetes são muito flexíveis e oferecem muitas opções, permitindo que pessoas com diabetes se encaixem em alimentos favoritos ou de ocasião especial . Todos, tenham diabetes ou não, devem comer uma dieta saudável que consiste em frutas, legumes, grãos integrais, alimentos com proteína magra e gorduras saudáveis ​​para o coração .Então, se você tem diabetes, não precisa cozinhar separadamente da sua família.

2. Pessoas com diabetes nunca devem ceder aos desejos por comida.

Quase todo mundo tem desejos por comida em algum momento, e as pessoas com diabetes não são exceção. Não é incomum que as pessoas com diabetes cortem todos os doces ou até cortem as porções de alimentos para perder peso. Por sua vez, seu corpo freqüentemente responde a essas mudanças drásticas criando desejos. Nove de dez vezes, suas escolhas alimentares nessas situações tendem a ser ricas em gordura e / ou açúcar .

A melhor maneira de lidar com os desejos de comida é tentar evitá-los seguindo um plano de alimentação saudável que lhe permite ocasionalmente colocar doces no plano de refeições para diabetes. Se um desejo ocorrer, deixe-se ter um gostinho de tudo o que você quer. Ao fazer isso, você pode apreciar o sabor e evitar comer demais mais tarde.

3. As pessoas com diabetes não devem ingerir muitos alimentos ricos em amido, mesmo que contenham fibras, porque o amido aumenta a glicose no sangue e faz com que você ganhe peso.

Alimentos ricos em amido, como pão, macarrão, arroz e cereais, fornecem carboidratos, a fonte de energia do corpo. Frutas, leite, iogurte e sobremesas contêm carboidratos também. Todo mundo precisa de carboidratos em sua dieta, até pessoas com diabetes. O ganho de peso ocorre quando você ingere mais calorias do que consome. Então, se você comer muito de qualquer alimento, você vai acabar ganhando peso. A chave é saber quanto de todos os bons grupos alimentares comer para ajudar a manter os níveis de glicose no sangue em um intervalo seguro e mantê-lo em um peso saudável. Escolha alimentos com amido que sejam grãos integrais e ricos em fibras para uma boa nutrição geral.

4. As pessoas com diabetes não precisam se preocupar com a ingestão de gordura porque não tem muito efeito sobre a glicose no sangue.

Gordura, encontrada em margarina, óleos e molhos de salada, tem pouco efeito imediato sobre os níveis de glicose no sangue. No entanto, comer uma refeição gordurosa pode retardar a digestão e dificultar o trabalho da insulina , causando um possível nível de glicose no sangue horas após a refeição.Algumas gorduras podem aumentar o colesterol no sangue, aumentando o risco de ataque cardíaco ou derrame. Essas gorduras são chamadas gordura saturada e gordura trans e devem ser limitadas o máximo possível. Fontes de gordura saturada incluem: manteiga, gordura, carne vermelha, queijo e leite integral. A gordura trans é encontrada em algumas margarinas, salgadinhos e fast foods. Além disso, a gordura é muito rica em calorias e deve ser limitada se você estiver tentando perder peso.

5. Pessoas com diabetes devem sempre seguir uma dieta com baixo teor de sódio.

Ter diabetes não significa que você tem que cortar sal e sódio da sua dieta. No entanto, as pessoas com diabetes devem reduzir sua ingestão de sódio, uma vez que são mais propensos a ter pressão alta , uma das principais causas de doença cardíaca , do que as pessoas sem diabetes. Alguns exemplos de alimentos com alto teor de sódio incluem:

  • sopa enlatada
  • vegetais enlatados
  • cortes frios
  • molhos de salada
  • alguns cereais

Mesmo que você não tenha pressão alta, não é uma má ideia assistir à sua ingestão de sódio, pois algumas pessoas são “sensíveis ao sal” e podem experimentar um aumento na pressão arterial depois de ingerir alimentos salgados.

Cafe Marita Funciona? Emagrece Mesmo? Veja Aqui no meu Post Completo!

Cafe Marita: Funciona? Emagrece? Veja minha experiência após o teste!

cafe maritaQuem não gosta de um cafézinho, não é mesmo? E se eu disser pra você que essa bebida pode emagrecer? Sim! Isso é possível com o Café Marita! Confesso que quando uma amiga me falou sobre o poder de emagrecimento do Café Marita eu não acreditei, mas resolvi testar, pois AMO CAFÉ e não teria nada a perder.

O que mais me impressionou foi que logo na primeira semana tomando o café, comecei a sentir resultados em relação ao emagrecimento, pois senti meu corpo desinchar e também notei que tinha mais disposição e aquela sensação gostosa de bem-estar.

Em um mês, eu já tinha perdido quase 7 quilos! Então, posso falar com propriedade com vocês: Vale muito a pena! Quer saber mais sobre o Café Marita? Leia até o final e tire todas as suas dúvidas!

Quer conhecer um método que REALMENTE funciona para emagrecer de uma vez por todas? – Clique aqui e conheça o Código Emagrecer de Vez – preste MUITA atenção no que esse especialista em nutrição fala e emagreça definitivamente!

O que é o Cafe Marita exatamente?

O café é um estimulante e termogênico natural. Isso quer dizer que esta bebida acelera nosso metabolismo e dar mais disposição e energia. Não é a toa que a gente toma café para se sentir mais desperta!

Mas, por que o Cafe Marita potencializa o emagrecimento?

O Café Marita funciona por ser um Blend, ou seja, uma mistura entre Café Gourmet Solúvel, onde a formula super concentrada do Café Marita combina de maneira 100% natural os grãos de café tradicional com café Arábica (tipo A para exportação), Psyllium, Erva Mate e Garcinia Mangostana.

O Psyllium é uma fibra que ajuda na absorção de gordura pelo corpo, agindo como desintoxicante e fazendo com que o intestino funcione melhor. A erva mate é rica em nutrientes, além de também ser um poderoso termogênico, antioxidante e estimulante que tem a capacidade de eliminar estados depressivos.

Já a Garcinia Mangostana, que é uma fruta mais conhecida como Mangostão, que é um fruto típico asiático e muito apreciada pelos orientais, que são conhecidos pela longevidade. Esta fruta possui ação antioxidante, anti-inflamatória, antibiótica, antibacteriana e antifúngica. Dessa forma, nosso organismo fica protegido contra várias doenças, inclusive às viroses oportunistas, pois as células de defesa do sistema imunológico são estimuladas.

Como o Cafe Marita Funciona?

Para que o Café Marita tenha efeito no emagrecimento, você só precisa tomar três vezes por dia antes das principais refeições.

Isso vai fazer com que o metabolismo fique acelerado e as calorias sejam queimadas mais rapidamente, fazendo com que ocorra o emagrecimento e a perda da gordura localizada. Logo nos primeiros sete dias de consumo, a gente já sente a redução das medidas, em especial na parte da barriga, quadris, culote e perna. Isso se deve à eliminação de líquidos e ação desintoxicante causada pelas propriedades presentes do Café Marita.

Outro ponto que quero destacar é que o Cafe Marita não possui nenhum efeito colateral e contraindicação. Isso se deve a sua fórmula 100% natural.

O Café Marita possui contraindicações?

O Café Marita não causa efeitos colaterais por ter uma fórmula totalmente natural. Mas, se você sofre de insônia, o ideal é não tomá-lo à noite.

Para pessoas que sofrem de gastrites e úlceras e possuem restrição ao consumo de cafeína, o mais recomendado é consultar o médico para saber se o consumo da cafeína está liberado e qual o limite para tomar diariamente.

Para quem é indicado o Cafe Marita?

O Café Marita é indicado para pessoas que:

  • Possuem dificuldade de emagrecer por conta do metabolismo lento;
  • Querem emagrecer ser ter mudanças na rotina;
  • Estão em busca de um estimulante natural;
  • Não querem sofre de efeito rebote, que é quando o peso e os sintomas que você tinha antes voltam e, por vezes, até mais forte.
  • Sofrem com o mau funcionamento do intestino;
  • Estão em busca de uma solução de emagrecimento 100% natural;
  • Priorizam pela saúde na hora do emagrecimento;
  • Sentem indisposição, falta de energia e fadiga constante;
  • Já tentaram outros métodos de emagrecimento sem sucesso;
  • Tem a autoestima abalada pelo excesso de peso;
  • Procuram uma bebida que dê energia para a prática de atividades físicas.
  • Estão em busca de uma solução para a perda de peso rápida e eficiente.

Eu me identifiquei com vários desses pontos e tenho certeza que muitas pessoas que me acompanham por aqui vão se identificar. Isso porque, a insatisfação com o corpo é um problema que atinge a maioria das pessoas. E quem não gostaria de emagrecer de forma natural e sem emagrecimento? Se você respondeu SIM à essa pergunta, o Cafe Marita É PARA VOCÊ!

Quais os benefícios do Café Marita

Os benefícios do Café Marita são muitos. Entre eles destaco:

  • Fórmula 100% natural e com ingredientes de altíssima qualidade;
  • Sem efeitos colaterais;
  • Melhora a saúde como um todo
  • Altamente nutritivo;
  • Estimula a libido (apetite sexual);
  • Melhora o humor;
  • Ajuda na diminuição de gordura corporal e aumento da massa magra;
  • Aumenta o foco e a concentração;
  • Diminui a compulsão por comida, em especial por doces;
  • Possui Ação anti-inflamatória que previne contra diversas doenças;
  • Ação antioxidante que ajuda no fortalecimento do sistema imunológico;
  • Ajuda na redução das taxas de glicose no sangue;
  • As fibras do Psyllium causam sensação de saciedade prolongada e ajudam na melhora do funcionamento da flora intestinal;
  • Contribui para a redução do colesterol LDL (ruim) e aumento do colesterol HDL (bom);
  • Favorece a nossa saúde cardiovascular;
  • Acelera o metabolismo e, consequentemente, a queima de gordura;
  • Estimula a eliminação de serotonina, que causa a sensação de bem-estar;
  • Possui ação diurética;
  • Ajuda no retardo do envelhecimento das células;
  • Estimula a função cerebral e o raciocínio acelerado.

Ufa! Os benefícios são muitos! Realmente não largo mais o Café Marita por nada, pois além de emagrecer também senti melhoras significativas na minha saúde.

Recentemente fiz um check-up com meu médico e minha saúde está ótima e eu percebo isso no dia-a-dia, pois tenho mais disposição para fazer minhas atividades diárias e comecei até a ter gás para fazer academia.

O Cafe Marita é registrado pela ANVISA?

Essa foi uma das perguntas que fiz antes de comprar o Café Marita.

Afinal, é algo que vai fazer parte de nossa alimentação e influenciar em nosso corpo e, por isso, eu preciso confiar em algo que seja legalizado pela Anvisa, que tem altos padrões reguladores.

Sim! O Café Marita é legalizado pela Anvisa. E o número de registro dele é: 6.3151.0003.001-7.

Cafe Marita funciona mesmo?

Vocês sabem que sou muito sincera e tudo que indico eu realmente testei e obtive resultados satisfatórios. Então sim! O Café Marita funciona de verdade para emagrecer.

Para potencializar os efeitos do Café Marita, o ideal é que a gente mantenha uma alimentação equilibrada e uma rotina de exercícios. Essa combinação nos ajuda a construir um estilo de vida mais saudável. E, garanto para vocês, quando a gente começa a ver os resultados de perda de peso no espelho, nas roupas folgadas e no aumento da disposição e energia, a motivação para ter hábitos saudáveis só aumenta.

Então Yeda…Significa que você indica o Café Marita? (Trecho atualizado)

Então meninas….não! kkkkk
Por mais que eu seja uma defensora ferrenha da auto estima da mulher…e que eu incentive todas as minhas amigas a buscarem meios de se manterem em forma, eu não indico o café Marita por uma simples razão:

  • Efeito sanfona!

Eu utilizei o café marita por um tempo, e de verdade eu me senti muito bem utilizando.
Mas esse tipo de produto só faz efeito enquanto a gente está tomando! Os efeitos não são pra sempre, sabe?

Pouco tempo depois que eu parei de tomar, o meu peso voltou a subir…e convenhamos que ninguém merece tomar esse café a vida toda só pra manter a forma né?

Se for pra eu dar um conselho de amiga de verdade pra você, eu diria: FAÇA UMA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR;

Dê uma olhada nesse artigo que escrevi sobre o Código Emagrecer de Vez – Eu sigo o Rodrigo Polesso já tem uns 4 anos, mas só ano passado que eu decidi comprar e aplicar o curso dele.
Sem palavras pra descrever a minha transformação!

Vale muito a pena dar uma olhada! 😉

Bom…Vou ficando por aqui meninas, caso optem pela compra, voltem aqui depois para contar os resultados! 😀

Beijo e até a próxima!

Metodo Magra Para Sempre Funciona? Vale a Pena?

Como eu já disse em outros posts, eu sou completamente obcecada por internet…e exatamente por essa minha obsessão eu acabo sabendo e experimentando coisas muito antes das outras pessoas.
Não faz muito tempo a nutricionista Karina Peloi criou um curso chamado: Metodo Magra para Sempre, que prometia explicar de uma vez por todas o que fazer para não perder o controle sobre o seu peso.

Isso vai ser SEMPRE uma preocupação das mulheres, se não for o caso agora, com certeza quando você se casar, ou engravidar, ou entrar na menopausa…enfim, em algum momento a mulher irá se preocupar com a questão do peso e ela PRECISA saber como mante-lo sob controle, pois ideal é que nós saibamos como controla-lo e não somente como perde-lo…certo? 😉

Então, aproveitando essa minha curiosidade e o fato da minha mãe estar meio “cheinha”, resolvi comprar o magra para sempre para que eu e minha mãe pudéssemos fazer juntas…

Já vou adiantando que o Magra para Sempre é bom… de verdade!
Mas não é tão bom quanto o Código Emagrecer de Vez que eu já tinha avaliado antes, mas mais abaixo eu explico algumas diferenças e porque eu prefiro o código ok?

Metodo Magra Para Sempre – Do que Exatamente se Trata?

O metodo magra para sempre é um curso totalmente em vídeo que foi desenvolvido pela nutricionista e consultora Karina Peloi e reúne tudo que eu particularmente vejo como importante na hora de emagrecer…
Pois além de apresentar todas as informações mais importantes sobre alimentação, cardápios e bons hábitos…ele também apresenta uma rotina muito eficiente de exercícios que podem ser feitos em casa mesmo, e trabalha muito forte a questão psicológica e motivacional do emagrecimento.

Todo mundo sabe como é difícil emagrecer, e como a nossa mente sempre procura desculpas para sempre deixar para depois o inicio da dieta ou a atividade física que nós sabemos que precisamos começar JÁ!

Isso eu vi como um enorme diferencial no magra para sempre, pois o que normalmente nós vemos por ai, são cursos que trabalham apenas a alimentação, ou apenas a parte física…
O Magra para Sempre trabalha todos os pontos ao mesmo tempo e ainda te fornece o apoio de outras pessoas que estão na mesma situação que você.

Então resumindo…Você encontrará no curso:

  1. Um guia passo a passo para a mudança de pensamento – (famosos pensamento de gordinho) e formas muito eficazes para que você não coma por ansiedade, o que pode estragar qualquer dieta!
  2. Alimentação prática e fácil – Todo mundo sabe que quando estamos em uma dieta nós ficamos procurando pretextos para furar essa dieta… Se as receitas de deita forem difíceis de fazer ou com ingredientes difíceis de encontrar pode ter certeza que nós vamos acabar desistindo rapidinho…
    O magra para sempre foi muito bom nesse sentido, pois toda a mudança alimentar passada no curso são fáceis de fazer…nenhum ingrediente mirabolante ou caro, isso por si só já facilita demais!
  3. Rotina de pequenos exercícios – Não se preocupe que você não vai ter que gastar dinheiro com academia ou acessórios de ginastica! A rotina de exercícios é muito eficiente mas ao mesmo tempo muito simples…e além de acelerar a perda de peso, ajuda a não ficarmos flácidas depois que perdermos os quilinhos a mais.

Para quem eu indico o curso Magra para Sempre?

Como eu disse acima, toda mulher em algum momento irá precisar saber como se manter magra, isso é um fato!
A questão é que as mulheres tem dificuldades diferentes para manter o peso, aqui eu vou listar algumas dificuldades e talvez você se enquadre em alguma delas.

  • Mulheres que já tentaram de tudo para emagrecer Geralmente essas mulheres que já tentaram de tudo estão deixando algum ponto faltar, pode ser a parte motivacional, a maneira errada de encarar as dietas ou está falhando em não se exercitar.
  • A genética não ajuda Muitas mulheres tem sim dificuldades de emagrecer porque isso é algo de família. Não é que você tenha o “gene do gordinho” mas pode ser sim que você tenha herdado dos seus pais um metabolismo mais lento, ou alguma questão hormonal que dificulte o emagrecimento
  • Mulheres que não tem tempo essas geralmente são as que mais precisam de uma dieta bem definida! Porque elas geralmente estão sempre tão ocupadas que não tem tempo nem para se alimentar direito, e isso não dificulta apenas emagrecer, mas também ter uma vida mais saudável – Esse curso com certeza pode ajudar você, mesmo que não tenha tempo para nada!

Magra para Sempre x Código Emagrecer de Vez

Bom, aqui eu acho que posso falar com a maior liberdade e propriedade do mundo, já que eu fiz os dois cursos eu sei que vou conseguir indicar onde um é melhor do que o outro…então vamos começar com uma comparação rápida:

Vantagens em relação ao Código

  • O Magra para sempre é consideravelmente mais barato que o Código emagrecer de Vez
  • O Magra para sempre aborda alguns pontos emocionais que o o Código não aborda com tanta profundidade;
  • O Magra para sempre trabalha muito a sua disciplina que é fundamental para conseguir emagrecer

Vantagens do Código Emagrecer de vez em relação ao Magra para Sempre

  • O código emagrecer de vez trabalha com reeducação alimentar e não dietas – Isso faz uma ENORME diferença ao longo do tempo porque ninguém consegue se prender a uma dieta por muito tempo, quando você trabalha na reeducação alimentar aquilo se torna parte do seu dia a dia sendo muito mais fácil manter o peso;
  • O código Emagrecer de vez é mais robusto, possui mais conteúdo e explica EXATAMENTE o porque do seu método funcionar tão bem;
  • O código tem mais embasamento científico – Inclusive quando comprei e comecei a aplicar o código eu estranhei o método porque muitas coisas que o Rodrigo Polesso fala parecem loucura sabe? Mas conforme vc vai aplicando e vendo os resultados, percebe que ele sabe o que está fazendo;
  • O código emagrecer de vez é mais fácil e “barato” para aplicar – Vamos falar a verdade meninas, quem é que tem dinheiro pra bancar uma dieta cheia de coisas difíceis de encontrar?
    Aqueles pães especiais, Saladas de folhas que nunca tem no mercado aqui perto de casa, queijos que são mais caros que um quilo de carne… sabe?
    Eu sei que precisamos fazer alguns sacrifícios (inclusive financeiros) mas se a dieta for complicada demais, se os ingredientes forem caros ou difíceis de achar quais são as chances de seguirmos a dieta até o final?

O que eu mais gostei no Codigo emagrecer de vez foi justamente isso, a simplicidade! Ele pode ser um curso caro (eu acho caro), mas ele trabalha com coisas simples, alimentos do seu dia a dia mesmo.
Ele te ensina o que comer, quando comer e o PORQUE de comer aquilo…e pronto! Não tem frescura…

Inclusive um dos pontos mais difíceis do código é a fase do jejum intermitente (que ele ensina lindamente)…que é simplesmente vc parar de comer! kkkk
Percebe que não é necessário gastar uma fortuna em ingredientes que supostamente vão te fazer emagrecer?

Enfim… se você quiser saber mais sobre o Codigo Emagrecer de vez clique aqui e leia o review completo que eu fiz na época! 😉

 

Algumas dúvidas frequentes das leitoras

Posso confiar em passar meus dados na hora da compra?
Sim! O Magra para Sempre é vendido pela Karina através de uma plataforma chamada Hotmart, essa plataforma pertence ao grupo Buscapé dona de várias marcas na internet como o QueBarato, o BondFaro e o E-bit, Essa empresa é extremamente séria, confiável e pioneira em ferramentas de vendas pela internet, então fique tranquila!

Posso confiar mesmo na Karina Peloi?
Sim! A Karina é uma renomada profissional e tem uma grande reputação a zelar, ela não colocaria tudo isso em risco. E mesmo que ela quisesse ser desonesta, isso não seria possível! Como mencionei acima, a venda é feita através da Hotmart, então quando você realiza a compra você estará fazendo o pagamento não á Karina, mas à Hotmart. Ela apenas receberá o pagamento caso você fique satisfeita com o produto depois de 30 dias de garantia de satisfação.

Como vou ter acesso ao curso?
O curso é inteiramente digital, você não irá receber nada em casa! Assim que o pagamento for confirmado pela equipe do Hotmart, você receberá um e-mail com todas as informações para já entrar no site oficial e poder assistir às aulas 24 horas por dia. Você também pode usar seu tablet e até smartphone se preferir!
(Se você efetuar a compra com cartão de crédito, em poucos minutos você já receberá o e-mail do Hotmart, mas se você comprá-lo por boleto bancário seu acesso será enviado depois que o seu banco confirmar o pagamento, isso pode levar 1 dia ou 2 dependerá do seu banco).

Conclusão

Bom…se eu fosse indicar pra você algum curso de emagrecimento você já sabem qual seria minha indicação né?
Mas eu não posso dizer que investir no Magra para Sempre seja uma má opção.
Eu e minha mãe seguimos o curso 100% à risca durante 2 meses e meio. Eu perdi 7Kg e a minha mãe perdeu 5Kg. Não dá pra dizer que é um resultado ruim, não mesmo! Mas eu sinceramente esperava mais :-\

Quando eu fiz o Código eu era mais jovem e tal…o metabolismo funciona melhor né, mas eu perdi quase 12Kg no mesmo período.
E provavelmente gastei bem menos em ingredientes também…
Então como não estou ganhando nada pra falar bem ou mal desses cursos eu aconselho você a seguir seu coração! Porque a minha opinião agora você já sabe! kkkk

Beijo meninas! 😉

Vasaka (Malabar nut) Usos Medicamentos, Benefícios e Efeitos Colaterais

Visão geral de Vasaka

Vasaka ou Adhatoda vasica ou noz Malabar é uma importante erva medicinal ayurvédica. As partes inteiras da planta da raiz para as folhas são usadas para tratar muitas doenças. São as folhas, que são de grande importância. A planta é eficaz no tratamento de asma, bronquite, tuberculose e outros distúrbios. Justicia adhatoda é usado como medicina em Ayurveda, Siddha, Homeopatia, Unani e outro antigo sistema de medicina. Este produto é aprovado por muitos médicos em todo o mundo. É usado como agente expectorante, antiespasmódico, anti-helmático, anti-séptico e broncodilatador.

Nome comum de Vasaka

  • Nome do latim: Adhatoda vasica
  • Inglês: Malabar nut
  • Persa: Bansa
  • Hindi: Vasika
  • Assamês: Bahaka
  • Bengali: Vasaka
  • Gujarati-Alduso, Ardusi
  • Kannada-Adusoge
  • Malayalam-Atalotakam
  • Marathi-Adulsa
  • Samkrit-Vasakc
  • Tamil-Adadorai, Arathorai
  • Telugu-Adasaramu.
  • Delhi-Piya-bansa
  • Sinhala: Pawatta
  • Ronmei: Thimpui
  • Sânscrito: Vasaka
  • Nepalês: Asuro

O que é Vasaka / Justicia adhatoda ?

Vasaka é uma erva medicinal muito importante, onde a planta, a raiz, a flor e a planta inteira são usadas para muitas formulações de medicamentos. Vasaka é um arbusto alto, muito ramificado, denso e de folhas perenes, com grandes folhas em forma de lança. Flores em espessuras densas e curtas; talos das espinhas mais baixas que as folhas. Estruturas tipo folha chamadas de brácteas, presentes nas espigas; estes são visivelmente veiculados. A planta é nativa da Índia, ocorre em todas as planícies e nas regiões mais baixas do Himalaia. É usado para muitos usos medicinais, bem como benefícios para a saúde.

Usos medicinais de Vasaka

A droga Vasaka compreende as folhas frescas ou secas da planta. As folhas contêm um alcalóide vasicina e um óleo essencial. O principal uso de Vasaka é como um expectorante; é administrado sob a forma de suco, xarope ou decocção. Suaviza o escarro espesso, facilita a sua saída e, assim, provoca alívio rápido na bronquite. A atividade expectorante é devido à estimulação das glândulas brônquicas.

Composição química de Vasaka

As folhas de Vasaka contêm fitoquímicos, como alcalóides, taninos, saponinas, fenólicos e flavonóides. As folhas contêm vasicina, um alcalóide quinazolina e um óleo essencial. Também tem outros produtos químicos, como Luteolina, Tritriacontane, B-Sitosterol, Kaempferol, 3- Sophoroside, Ácido Adhatódico, q- Hydroxyvasicinine, Vit-C, Vasicol. Vasicinol, Vaicinolone, Adhatodine, Adhavasinone, Anisotine, Carotene, Vasakin, Vasicinone, Vascicolone, Vasicolinone e muito mais.

Benefícios para a saúde de Vasaka

  1. Vasaka para problemas respiratórios : é uma erva eficaz no manejo de congestiones respiratórias como tosse, bronquite, asma, etc. A erva medicinal expande as vias aéreas e proporciona grande alívio aos pacientes com bronquite. É um medicamento ayurvédico bem conhecido para o expectorante e ajuda a aliviar a fleuma.
  2. Vasaka ayurvédica para tuberculose : Vasaka é conhecido por propriedades antimicrobianas, por isso útil na luta contra a tuberculose. Junto com o tratamento da tuberculose, apresenta impactos positivos para tosse e bronquite.
  3. Vasaka para artrite : Vasaka tem propriedades anti-inflamatórias. É bom para dor nas articulações e ajuda a subsidiar o inchaço da artrite
  4. Vasaka para purificar sangue : a erva ayurvédica é uma cobaia Malabar para purificação de sangue. Aumenta a contagem sanguínea e também assegura a redução da pressão sanguínea. Se você quer purificar seu sangue, é a boa aposta. É bom para a saúde do coração agir como um tônico cardíaco.
  5. Vasaka para balanceamento de doshas : equilibra pitta e Kapha doshas. Isso ajuda a equilibrar Pitta e é bom para a saúde do fígado e da vesícula biliar.
  6. Vasaka para voz : ajuda na clareza da voz.
  7. Vasaka para febre : é benéfico em caso de sede, febre, vômitos, açúcar, distúrbios hemorrágicos e lepra.
  8. Noz Malabar para a saúde da pele : é bom para a saúde da pele por causa de suas características anti-inflamatórias e antimicrobianas.
  9. A porca Malabar alivia as cólicas : alivia a dor abdominal ao baixar os músculos abdominais.
  10. Vasaka pela dispneia : cura a dispneia melhorando a função pulmonar e sua eficiência.

Efeitos colaterais de Vasaka

  • Deve tomar precauções ao comer Vasaka.
  • Suas formulações medicinais devem ser tomadas somente após consulta do médico.
  • A sobredosagem pode levar a muitos efeitos nocivos.
  • Esperando que a mamãe não tome Vasaka, pois afeta fortemente o útero.
  • Abaixa o nível de açúcar no sangue; portanto, os pacientes diabéticos devem cuidar disso.
  • As crianças não devem usá-lo.

Vasaka Dose

  • Suco de Folha – 10-20 ml
  • Decocção de raiz 40-80 ml
  • Suco de flor – 10-20 ml
  • Folha em pó seco – 1 a 3 gramas

Dieta para perda de cabelo e queda de cabelo, alimentos para cabelo brilhante

Maravilhosos alimentos para o cabelo

Todo mundo está desejando cabelos longos, grossos e sedosos. Manter o cabelo sedoso e brilhante não é um trabalho difícil de perspectivas de tratamento natural, mas requer paciência e esforço sincero. Várias pessoas estão usando ingredientes sintéticos e químicos para fazer seus cabelos temporariamente brilhando. Mas tais medidas não são sustentáveis ​​e mostram consequências reversas ao longo. Então, é um passo sábio para adotar meios naturais e fitoterápicos para fazer seus cabelos grossos e saudáveis. A dieta desempenha um papel importante na prevenção da queda de cabelo e perda de cabelo, condicionamento, amaciamento do cabelo, crescimento, brilho, cuidados naturais da pele, bem como um crescimento saudável disso. O autor descreve dicas de dieta simples para cabelos longos, grossos e saudáveis.

15 dietas simples para cabelos saudáveis

  1. Água : a água é um dos constituintes principais dos cabelos. Forma o peso de 25% se for um fio de cabelo. Então, sugere-se que se deve tomar mais e mais quantidade de água. Pelo menos oito copos de água devem beber diariamente para o crescimento saudável do seu cabelo.
  2. Proteína : A proteína é um componente muito importante do cabelo. Na verdade, é a unidade de cabelo que fortalece os folículos capilares e evita a divisão e quebra do cabelo. A falta disso significa perda de cabelo e crescimento de cabelo baixo. Se você não está tomando proteínas adequadamente, você pode enfrentar condições de cabelo seco e quebradiço. Fontes : leite, queijo, nozes, carne magra, cereais, iogurte grego, coalhada, etc. O iogurte grego e a coalhada são altamente benéficos para problemas de cabelo.
  3. Vitamina A : A vitamina A é boa para couro cabeludo saudável e fechaduras. Sendo um antioxidante, estimula a glândula sebácea que faz seu cabelo hidratado produzindo sebo. Também impede que seu cabelo fique seco e aborrecido. Fontes : cenouras, espinafre, batata-doce, alface, damascos secos, etc.
  4. Vitamina B1 : esta vitamina desempenha um papel importante na produção de sebo estimulando a glândula sebácea. Este óleo mantém o cabelo hidratado e evita a queda do cabelo. Fontes : sementes de girassol, lentilhas, ervilhas, sementes de gergelim e pistache.
  5. Vitamina B5 : A vitamina B5 também é conhecida como ácido pantotênico é bom para evitar queda de cabelo e queda de cabelo. Isso ajuda a manter a umidade do cabelo, torná-lo hidratado e bom para o crescimento do cabelo. Fontes : abacate, brócolis, cogumelos, milho, sementes de girassol, couve-flor e iogurte grego
  6. Vitamina B6 : A vitamina B6 é boa para a formação de glóbulos vermelhos, o que leva oxigênio e nutrientes aos folículos pilosos e à região do couro cabeludo. Fontes : vegetais, grãos integrais, feijões, ovos, aveia, salmão, amendoim e pistache.
  7. Biotina : a biotina é boa para evitar queda de cabelo e queda de cabelo. Isso aumenta o crescimento do cabelo e garante a saúde do couro cabeludo. Não é necessário tomar quaisquer suplementos para a biotina à medida que se desenvolve no intestino saudável. Fontes : ovos, leveduras, mostarda, amêndoa, salmão, sementes de girassol, cenoura e bagas. 
  8. Vitamina B12 : assegura um crescimento saudável de glóbulos vermelhos, fortalecendo assim os folículos capilares e o cabelo. Também ajuda a ajudar os cabelos a espessar. Fontes : queijo cottage, leveduras, vegetais, grãos integrais, feijões, ovos, aveia, salmão, amendoim e pistache.
  9. Vitamina C : A vitamina C é boa na obtenção de colágeno, assegura assim o desenvolvimento saudável do cabelo estimulando os folículos capilares. Ele protege o cabelo de quebrar. Fontes : goiabés, papaias, laranjas, morangos, abacaxi, limão, pimentão vermelho, couve-flor e espinafre
  10. Vitamina E : A vitamina protege você, assim como seu cabelo, dos raios solares. Também ajuda o movimento do oxigênio para os folículos capilares, garantindo assim um crescimento saudável do cabelo. Fontes: vegetais verdes, cereais, espinafres cozidos, amêndoas, pimentões, papaia, sementes de girassol, nabo, aspargos, damascos secos, amendoim, etc.
  11.  Vitamina D : é bom para a saúde geral dos cabelos. Fontes : leite, cereais, suco de laranja e cogumelo.
  12. Vitamina K : ajuda no desenvolvimento geral e no crescimento do cabelo. Fontes : cebolinha, brócolis, repolho, alface, espinafre e mostarda.
  13. Ferro : A proteína rica em ferro é necessária para o crescimento celular, incluindo células ciliadas. O cabelo é composto de proteína chamada queratina sem a qual o crescimento e o desenvolvimento do cabelo não são possíveis. O déficit de ferro leva à perda de cabelo. Ele garante o movimento de oxigênio e nutrientes para os folículos capilares e promove o crescimento do cabelo. Fontes : lentilhas, espinafre, soja, pastagens, vegetais de folhas verdes escuras, feijões, nozes, cereais fortificados e grãos integrais.
  14. Zinco : eleva a proteína do cabelo e promove o crescimento do cabelo.  Fontes : sementes de abóbora, sementes de melão de água seca, amendoim, ostra, bovino, caranguejo e lagosta
  15. Ácidos graxos ômega-3 : este ácido gordo não pode ser feito pelo nosso próprio corpo. Ele fornece óleo que é bom para o couro cabeludo, bem como o crescimento do cabelo. Fontes : nozes, abacates, azeite, salmão, arenque, sardinha e truta.

Como engravidar de menino? Veja como ajudar a natureza para ter um filho!

engravidar de meninoÉ normal que os casais tenham uma preferência do sexo dos filhos enquanto estão planejando uma gestação. Pensando nisso, neste texto vamos dar dicas de como engravidar de menino!

Para muitos casais, a gravidez é a realização de um sonho que é vivido intensamente, desde o planejamento, pré-natal, até o nascimento do bebê.
Ao saber o sexo da criança, certamente fica mais fácil se planejar para quando ela vier ao mundo, arrumando o quartinho, o enxoval e escolhendo os nomes.

Certamente você vai amar seu filho, seja um menino ou uma menina. Contudo, isso não quer dizer que você não pode dar uma força ao acaso e tentar truques que façam com que você tenha mais chance de ter o bebê do sexo que você deseja.

É comum também que casais que já tenham uma ou duas meninas queiram que o próximo filho seja um menino.
Se esse for seu caso, veja as dicas de como engravidar de menino que pesquisamos para você.

Mas, atenção, ainda que você faça tudo a risca, não há garantias que você vai engravidar de menino, mas sim que aumentarão bastante as chances!

Como engravidar de menino – Dica 1: Tenha relações no período fértil

Caso você esteja convicta em favorecer a gravidez de menino, é preciso que você esteja totalmente consciente do seu período fértil e só assim começar a tentar uma gravidez. (Não tenha relações sem preservativo fora desse período!)

A explicação para só fazer sexo sem proteção no período fértil é que os espermatozoides Y (masculinos) são os mais rápidos que o X (femininos). Como se sabe, o sexo da criança é definido pelo espermatozoide se a combinação de gametas for XX será uma menina, contudo, caso seja XY será um menino.

Entretanto, o espermatozoide Y possui uma desvantagem em relação ao X, pois não costuma viver muito tempo dentro do corpo da mulher. O espermatozoide X, apesar de mais lento, é mais resistente e consegue sobreviver melhor também ao ambiente ácido do canal vaginal.

Por isso, se você quer ter um menino, não é indicado fazer sexo nos dias que antecedem o dia fértil, pois o espermatozoide X (feminino) pode se manter vivo por mais tempo e no dia em que ocorrer de fato a ovulação vão estar em maior número e também mais próximos do óvulo.

Assim, se você fizer sexo somente nos dias férteis, as chances de uma gravidez de menino serão bem maiores devido ao espermatozoide Y ser mais rápido e, assim, poder chegar mais rápido ao óvulo.

O período fértil pode ser medido a partir de tabelinha, temperatura e também há testes semelhantes ao de gravidez, para detectar a fertilidade.

Dica 2 – O orgasmo

De acordo com pesquisas científicas, para ter uma gravidez de menino, a mulher deve chegar ao orgasmo antes que seu parceiro.

Isso porque, a secreção liberada no orgasmo vai facilitar a locomoção dos espermatozoides Y, que já são mais rápidos naturalmente e, dessa forma, terão uma vantagem extra.

O seu companheiro deve estar engajado no sonho de ter um menino. Assim, o homem deve tomar a iniciativa e estimular para que a mulher tenha muito prazer durante a relação e, dessa forma, chegue ao orgasmo primeiro e, se possível, mais de uma vez.

Dica 3 – Faça ducha com bicarbonato

Outra forma de aumentar as chances de uma gravidez de menino é fazer uma ducha com bicarbonato.
Isso porque, o ambiente mais alcalino faz com que a movimentação dos espermatozoides Y seja facilitado e o pH da vagina é naturalmente ácido (entre 3,8 a 4,2).

A ducha deve ser feito com um litro de água e duas colheres de sopa de bicarbonato. Fazendo essa lavagem íntima cerca de duas horas antes da relação sexual você vai alcalinizar o pH da região.

Dica 4 – As posições sexuais também podem influenciar

Não há comprovações científicas, mas muito se fala sobre a posição sexual influenciar no sexo no bebê.

Para uma gravidez de menino, dê preferência às posições em que o pênis fique mais próximo do colo do útero e que a penetração seja mais intensa e profunda. O tradicional “papai e mamãe” pode NÃO funcionar muito bem nesse momento.

Como falamos anteriormente, os espermatozoides Y são mais rápidos e se a ejaculação for mais próxima ao colo do útero esses espermatozoides terão mais chances de chegar ao óvulo e fecunda-lo.

Assim, procurem por posições em que vocês identifiquem a maior profundidade possível. Cada casal se conhece e sabe quais posições atendem a esse requisito, mas evitem posições em que a mulher fique por cima.

Dica 5 – Usufrua dos benefícios do potássio

A alimentação é, certamente, muito importante para quem está planejando uma gravidez.

Assim, uma dica importante é fazer modificações nos hábitos alimentares e incluir em sua dieta alimentos que sejam ricos em potássio e sódio, que desenvolvem um ambiente alcalino.

As mudanças alimentares devem ser feitas pelo menos dois meses antes de iniciar a tentativa.

Assim, inclua em refeição alimentos como carnes, arroz, ovos, peixes, feijão, aveia, milho, trigo, quinoa e banana.
Vale ressaltar também que a boa alimentação está diretamente ligada a uma gravidez saudável e também diminui a incidência de problemas comuns, como enjoos e vertigens.

Como engravidar de menino: Dica 6 – A cafeína

Se você está buscando formas de como engravidar de menino e, dessa forma, aumentar as chances de ter um principezinho, fale para seu parceiro aumentar o consumo diário de café.

Isso porque, a cafeína é, comprovadamente, muito eficaz para deixar os espermatozoides Y ainda mais rápidos para a fecundação do óvulo.

No caso de seu parceiro não gostar de café, pode substituir por refrigerante à base de cola, chá mate, chá preto, chocolates e etc.

Contudo, é essencial que a cafeína seja consumida poucas horas antes da relação sexual e, se possível, ao longo do dia.
O consumo do componente ainda vai fazer com que seu parceiro tenha mais energia durante a relação, já que a cafeína é um termogênico que promove a aceleração do metabolismo e aumenta naturalmente a disposição.

Para engravidar de menino deve-se ter em mente à necessidade do homem se esforçar para fazer com que seja mais prazeroso para a mulher…o orgasmo dela é fundamental.

Como engravidar de menino: Dica 7 – Tabela chinesa

A tabela chinesa é um método bastante tradicional que pode dar orientações para que você tenha mais chances de ter uma gravidez de menino.

Para isso, é preciso usar informações pessoais que possibilitarão fazer cálculos e descobrir o sexo do bebê.
A tabela chinesa é composta por quadrados rosas e azuis e para usá-la é preciso somar 1 à sua idade no dia da concepção. Quem nasceu em janeiro ou fevereiro deve colocar sua idade sem nenhuma soma.

A tabela chinesa não possui comprovação científica. Entretanto, muitas mamães que fizeram a tabela disseram que deu certo. Então, não custa nada tentar e se programar, não é mesmo?

Gostou de nossas dicas de como engravidar de menino? Se você experimentar, conte para gente se deu certo e se um lindo menino está a caminho!

favorecer gravidez de menino

Benefícios de saúde e usos medicinais de cebola (Allium cepa)

Benefícios nutricionais da cebola

A cebola protege o corpo de diferentes doenças ajuda a manter a boa saúde. As cebolas são abundantes com minerais e vitaminas. Contém vitamina A, complexo B e C. A variedade de azoto. A cebola é um dos melhores afrodisíacos e possui muitas características e valores medicinais.

Os 10 principais benefícios de comer cebola crua

1. A cebola recupera a consciência

A cebola contém isofenil propilamina, onde a inalação de forte cheiro de amônia dá alívio na recuperação da consciência nas doenças como vertigem, ataques epilépticos, histeria e dor de cabeça severa.

2. Cebola para tratamento de artrite

Quando a cataplasma de cebola juntamente com o óleo de mostarda é aplicada sobre articulações dolorosas, proporciona alívio. A pasta também é eficaz em caso de feridas e úlceras.

3. Cebola como desinfetante

A pasta da cebola não madura é um bom desinfetante. A pasta é eficaz para mordidas de insetos e problemas relacionados à pele.

4. Cebola cura dor de cabeça

Quando a pasta de cebola é aplicada na sola dos pés, isso facilita a dor de cabeça. As pessoas de região mais quente também usam a pasta na testa para obter alívio do calor abrasador.

5. Cebola para catarata

O suco de cebola é bom para os olhos e usado como meio de limpeza dos olhos. O suco de cebola e mel quando colocam 2-3 gotas nos olhos, é um bom tratamento para a prevenção da catarata.

6. Cebola como aperitivo

Pepinos de cebola quando preparados com a combinação de pimenta preta, sementes de cominho e sal, atua como um excelente aperitivo.

7. Cebola para dor de ouvido

O suco fresco é um bom tratamento para dor de ouvido. Deve ser usado como 2-3 gotas em um dia.

8. Cebola por dor de estômago

Para dor de estômago, o suco de cebola é benéfico quando é tomado juntamente com pó de gengibre e sal. O suco de cebola também é benéfico para rouquidão de voz.

9. A cebola é boa para o resfriado comum

A inalação da cebola é boa quando a pessoa sofre de resfriado comum e epitaxis. Também é eficaz para os distúrbios dos dentes e gengivas.

10. Cebola alivia a disenteria amebiana

A mistura de cebola + pó de gengibre + vinagre proporciona alívio quando uma pessoa sofre de disenteria amebiana e hepatoesplenomegalia.

error: Content is protected !!