Categoria: Beleza e Saúde

Curso Mamae Completa é Bom? Minha Opinião +20% de Desconto!

NOTA: Caso você já conheça o Mamae Completa e queira usar o cupom que eu ganhei por ser cliente
– CLIQUE AQUI – Você será encaminhada diretamente ao site oficial já com os 20% de desconto!
😀

Todas nós sabemos que a maternidade é um momento mágico, mas que também traz muitas dúvidas, ainda mais para as mães de primeira viagem (como eu).

Quando eu soube que estava grávida, uma das primeiras coisa que eu fiz foi começar a procurar na internet TUDO que eu tinha de dúvidas…e olha, foi muita coisa!
Dúvidas sobre o passo a passo do pré natal, saúde na gestação, tipos de parto, AMAMENTAÇÃAAAO, COOOLICAS, SONO DO BEBEEEE… 😱

Se eu for listar aqui a quantidade de dúvidas que eu tinha, vou ficar até amanhã! Mas a principal dificuldade que eu tinha era para ter informações confiáveis sabe?

Enfim… depois de pesquisar bastante sobre o assunto, uma amiga minha que é enfermeira obstetra me falou sobre um curso chamado Mamãe Completa. E gente, pensa num curso PERFEITO! Tem TUDO nesse curso gente! Minha gestação não tinha completado nem 6 meses eu eu já me achava a mãe mais informada do mundo! kkkkkkk

Hoje meu bebê tem 8 meses, está super saudável e posso dizer que estou muito mais segura e confortável no papel de mãe. Até por isso, eu fiz questão de vir aqui indicar o Mamãe Completa pra vocês…porque eu quis testar o curso NA PRÁTICA, antes de indicar 😉

Enfim… eu vou detalhar o curso inteiro abaixo e vou deixar também um cupom com 20% de desconto que só quem comprou o curso pode passar para as amigas! 😀


curso mamae completa com desconto

Curso Mamãe Completa – Do que se trata?

O curso Mamãe Completa aparentemente é o curso de maternidade online mais completo do Brasil, ele reúne 11 profissionais de saúde especializados em maternidade e cuidados com bebê para explicar TODOS os assuntos relacionados à gravidez e aos primeiros meses do nascimento.
Ele foi desenvolvido para sanar todas as suas dúvidas desde o momento em que você descobre que está grávida, até o seu bebê completar 6 meses de vida. Mas no meu caso, mesmo com meu bebê passando de 8 meses, ainda faço MUITAS coisas descritas no curso.

O curso é bastante dinâmico e em videoaulas explicativas. Foi vendo o Mamãe Completa que aprendi como me preparar para a amamentação e os macetes para dar o primeiro banho no bebê. Com a nutricionista, aprendi a cuidar melhor da minha alimentação, o que comer para produzir mais leite e o que evitar para o bebê não ter cólicas, por exemplo.

O programa conta ainda com uma fisioterapeuta que da dicas de exercícios que preparam nosso corpo para o parto e dicas preciosas para voltar ao corpo de antes após o bebê nascer. Comecei a aplicar as aulas dos exercícios com mais ou menos 3 meses após o parto, como o meu parto precisou ser cesariana, tive que esperar um pouco mais.

curso de maternidade mamae completa realmente funciona?

Quem foram os criadores do curso?

Quando eu disse que o mamae completa é o curso de maternidade mais completo do Brasil eu não estava exagerando… São muito profissionais de diferentes áreas, todos reunidos num único curso, pra tentar sanar o máximo de dúvidas possíveis e prestar todo o suporte que você precisa (SIM, ao comprar o curso todos esses profissionais ficam à sua disposição durante 1 ANO para tirar dúvidas).

O programa possui uma equipe de 11 especialistas: 3 ginecologistas/obstetras, um pediatra, uma psicóloga, um cirurgião plástico, uma nutricionista, uma fisioterapeuta,uma dermatologista, uma enfermeira e uma biomédica.

curso mamae completa com desconto

Qual o Conteúdo do Mamãe Completa?

O curso é dividido em 11 módulos com 120 aulas. Todo o conteúdo, que soma 860 minutos, é 100% online e você pode ver os vídeos de qualquer lugar em seu tempo livre, rever as aulas quantas vezes quiser e ainda perguntar aos profissionais absolutamente o que quiser, veja os módulos do curso:

  • Módulo 1: Orientação da psicóloga sobre a depressão pós-parto, que afeta 20% das mães;
  • Módulo 2: Os ginecologistas falam sobre o aborto espontâneo (como evitar) e sobre as vantagens e desvantagens do parto normal em relação ao cesariano;
  • Módulo 3: Explicações sobre como se preparar para a amamentação antes do parto, cuidados com as mamas, pega correta, como aumentar a produção de leite, posição correta para amamentar, etc.;
  • Módulo 4: Tudo sobre o sono do bebê e como criar bons hábitos para seu filho dormir a noite toda;
  • Módulo 5: Orientações com a nutricionista sobre sua alimentação durante a gestação e sobre como combater os enjoos de forma 100% natural. A nutricionista também orienta sobre a alimentação durante a amamentação, falando de alimentos que aumentam a produção de leite e daqueles que é preciso evitar por causar cólicas no bebê;
  • Módulo 6: Orientações da dermatologista sobre cuidados com a pele, combate às estrias, se pode pintar os cabelos e também os cuidados com a pele do bebê;
  • Módulo 7: A fisioterapeuta orienta sobre os melhores exercícios para se preparar para a hora do parto e sentir o mínimo de dor. Há também orientações para como evitar dores nas costas, melhores posições para dormir, como voltar ao peso após a gravidez, entre outros conteúdos;
  • Módulo 8: A enfermeira, a nutricionista e o pediatra explicam como evitar as cólicas nos recém-nascidos e o que fazer para aliviar essas dores;
  • Módulo 9: A enfermeira ensina técnicas de primeiros socorros para emergências, como quando o bebê se engasga com o leite, por exemplo; (IMPORTANTÍSSIMO)
  • Módulo 10: O pediatra passa nessa aula exatamente as mesmas orientações que ele passa para as pacientes que ele atende pessoalmente em seu consultório na primeira consulta após o parto.;
  • Módulo 11: Por fim, a enfermeira dá uma aula sobre os primeiros cuidados e higiene do bebê, como a troca de fralda, cuidados com as roupas, maneira correta de dar banho e os cuidados com o umbiguinho do bebê.

Para quem o curso é indicado?

Em teoria, este curso completo de maternidade é destinado para mulheres grávidas e com bebês até 6 meses. Mas como já falei acima, meu bebê já esta com quase 9 meses e eu ainda uso MUITA coisa que aprendi no curso.

Fora que também seria muito bom se os papais também assistissem né? kkkkkkk
Muitas amigas minhas falam que os homens acabam não ajudando tanto após o bebê nascer, mas por experiência própria posso dizer que uma grande causa disso é a falta de informação deles! O meu noivo também não era muito de ajudar não, ficava meio perdido…Mas depois que coloquei ele pra assistir, ele tem ajudado bastante!

Acho que a falta de segurança deles acaba sendo o principal motivo da falta de participação…então estude com ele! 😉

Também aconselho muito o curso para babás e professoras de berçário cuidadores de bebê, já que tem muitas dicas e orientações de como cuidar do bebê.

Então – O Mamae Completa, Vale mesmo a Pena?

Olha…com certeza sim!
Eu pesquisei muito sobre cursos de maternidade, cheguei a fazer um curso presencial aqui de São Paulo que é referência no assunto – O curso presencial foi muito bom, mas o nível e a quantidade de informação que eu recebi no Mamãe Completa ainda supera MUITO qualquer curso presencial.

Além de todo o ótimo conteúdo do curso, os bônus e o suporte de UM ANO que os profissionais estarão à sua disposição… O valor do curso é muito baixo em vista de todos os benefícios.

Eu comprei no lançamento do curso e paguei 12x de R$ 49,39
Mas usando o meu desconto você vai pagar só 12x de 38,68!

Gente, isso não paga nem um pacote grande de fralda por mês!
Imagina pagar um curso completo e UM ANO de suporte com 11 médicos!?

Aqui em São Paulo uma consulta com um único especialista em gestação não sai por menos de 120 reais! Eu não sei onde eles estão lucrando com isso.
Fora que ainda por cima, se você não gostar do curso ou por algum motivo não quiser mais participar, o curso tem
7 dias de garantia. Basta enviar um e-mail para ter o reembolso total do valor pago.

Enfim meninas, eu poderia ficar aqui o dia inteiro falando do curso e do quanto eu acredito que o investimento vale a pena.
Mas invés disso eu vou deixar pra vocês o cupom de desconto que eu ganhei por ter comprado o curso! Assim vocês podem ver com os próprios olhos! 😉

Então para comprar o Mamãe Completa com 20% de desconto é só clicarem no botão abaixo!

curso mamae completa com desconto

Beijo meninas, muita saúde pra vocês e pros babys! :-*

 

NOVIDADE NO MAMAE COMPLETA!

Criamos o Curso Online de Amamentação para orientar a mamãe TUDO que ela deve fazer para conseguir amamentar, INDEPENDENTE do seu tipo de bico do peito! É um curso tanto para quem já está amamentando, mas também para GESTANTES, afinal é indispensável já começar a se preparar antes mesmo do nascimento do seu filho!
Nós iremos te acompanhar durante todo esse processo, você NUNCA estará sozinha. Já ajudamos 360 mil mamães e sabemos que uma das maiores aflições é a chegada em casa depois do nascimento. No hospital você estará muito bem acompanhada com toda equipe de médicos, mas em casa vai ser só VOCÊ e seu BEBÊ e com nenhuma experiência em amamentar.
Por isso, nossa equipe de 11 médicos criou esse Curso Online de Amamentação. Toda mamãe deve estar muito bem preparada quando seu filho nascer, afinal a vida e a saúde dele dependem sempre de ele estar muito bem nutrido

curso mamae completa para maes de primeira viagem

enfermeira obstetrica aline fernandes mamae completa

equipe de 11 médicos especialistas em gestação

Mamae completa

curso online de maternidade

curso mamae completa é bom

mamae completa

médico obstetra fala sobre o mamae completa

depoimentos sobre o curso mamae completa

curso sobre amamentação parto cólicas e muito mais

Título do Vídeo

Como é o curso mamae completa para gestantes?

Um curso completo para gestantes e mamães com bebês de até 6 meses!

Criado pela nossa equipe de 11 especialistas:

3 ginecologistas/obstetras, pediatra, enfermeira, nutricionista, cirurgião plástico, fisioterapeuta, psicóloga, biomédica, e dermatologista.

Objetivos do Curso:
Para as gestantes que têm medo de não conseguir amamentar, fique tranquila, TODAS que seguiram as orientações dos nossos médicos conseguiram amamentar;
Ensinaremos TODAS as técnicas para aumentar a produção de leite, de modo que seja IMPOSSÍVEL você parar de produzir. Inclusive, um dos objetivos do curso é deixar VOCÊ escolher o momento que você não quer mais amamentar. Temos alunas com filhos de 3 anos ainda amamentando.
E se o leite não vier? Se demorar mais porque foi cesariana? Fique tranquila, sabemos a solução.
Ensinaremos qual o melhor jeito de se preparar durante a gestação e depois da gestação.
Todo tipo de peito pode amamentar, desde que tenha a orientação certa. Veja aqui abaixo o que você vai aprender no Curso de Amamentação do Mamae Completa!

O que você vai aprender no mamae completa?

O curso é 100% online.

Como se preparar durante a gestação;
Preparo das mamas;
Como estimular a produção de leite;
Como evitar rachaduras;
O que fazer com as rachaduras? Pomadas?
Como prevenir as dores?
Como aliviar as dores?
Melhores posições para amamentar;
A Pega Correta da amamentação!
Como saber se ele mamou o suficiente?
Como saber se ele está com fome?
Tutorial sobre armazenamento do leite;
Livre demanda;
Desmame;
Volta ao trabalho?
Técnica da relactação e translactação;
Aleitamento exclusivo até quando?
Higienização do seio;
Todo passo a passo para você amamentar até quando quiser!

Veja o que as outras mamães acharam do curso!

 

O que é uma dieta líquida e é saudável?

Sucos, sopas, shakes – uma dieta líquida substitui todas as suas refeições por líquidos. É promovido como uma maneira rápida de perder peso, reduzir o inchaço e aliviar os problemas digestivos, mas é melhor ficar com os sólidos?

Dietas líquidas prometem perda de peso, desintoxicação e limpeza. De shakes de proteína a sucos pressionados a frio, eles afirmam ter uma solução – ainda que cara – para suas preocupações e problemas de saúde. Você deve tentar uma dieta líquida? Depende de seus objetivos e como você vai sobre isso.

O que é uma dieta líquida?

Uma dieta líquida consiste apenas em líquidos em vez de alimentos sólidos. Isso inclui sucos e smoothies caseiros ou comprados em lojas, shakes de proteína caseiros, shakes protéicos pré-fabricados e substitutos de refeições líquidas compradas em lojas. Você pode substituir todas as refeições e lanches por líquidos ou fazer uma dieta líquida parcial, comendo alguns alimentos sólidos também.

Algumas empresas têm “limpezas de suco” específicas com fases diferentes que você pode comprar. Outros oferecem uma variedade de substitutos de refeição líquida para escolher com base em seus objetivos. Estes, no entanto, podem ser caros e geralmente devem ser comprados e enviados para você.

Razões para ir em uma dieta líquida

Dieta Líquida por Razões Médicas

Algumas pessoas fazem uma dieta líquida de curto prazo por razões médicas, como dificuldade para engolir ou problemas intestinais.

“É difícil justificar uma dieta líquida na maioria dos casos”, diz Ayla Barmmer, MS, RDN, LDN, CLT, uma nutricionista integrativa e funcional em Boston. “No entanto, a única exceção seria no tratamento de supercrescimento bacteriano no intestino delgado (SIBO), que é uma condição cada vez mais comum, devido ao uso generalizado de IBP [medicamentos inibidores da bomba de prótons para azia], estresse crônico, uso de antibióticos e muito mais.”

Nem todo mundo com SIBO precisa seguir uma dieta líquida, ela observa, mas se for recomendado, isso deve ser feito com a supervisão de um profissional de saúde, como um médico ou nutricionista.

Outras razões para experimentar uma dieta líquida

 

As razões mais populares para uma dieta líquida são perda de peso e “detoxes”. As substituições de refeições líquidas fornecem um fator de conveniência – agarre seu shake e vá embora. Além disso, as calorias e o tamanho da porção são controlados, por isso é mais fácil ficar dentro das metas de calorias se você estiver tentando perder peso.

Sucos limpos e desintoxicantes viram um aumento na popularidade nos últimos anos, mas permanecem controversos no mundo da nutrição. Sucos espremidos de frutas e legumes fornecem uma dose saudável de vitaminas, minerais e antioxidantes, mas suas alegações de desintoxicação do corpo não são apoiadas pela ciência.

Dietas líquidas têm prós e contras, independentemente da sua razão para fazê-las.

Quais são os benefícios de uma dieta líquida?

  • Perda de peso a curto prazo
  • Ingestão aumentada de nutrientes
  • Opção de refeição conveniente, controlada por porção

Dietas líquidas podem ajudar você a perder peso – pelo menos a curto prazo.

“Às vezes as pessoas podem perder alguns quilos”, diz Isabel Smith, MS, RD, CDN, nutricionista nutricionista e fundadora da Isabel Smith Nutrition . Mas “eles também podem recuperá-los rapidamente”, diz ela.

Um estudo descobriu que pacientes obesos que substituíram duas refeições por dia com diet shakes perderam mais peso durante um período de manutenção de quatro anos do que aqueles que comeram refeições controladas por calorias. Isto pode ter sido devido à falta de variedade em suas dietas. Quanto maior a variedade de alimentos que está presente, mais as pessoas tendem a comer.

Substitutos de refeição líquida também fornecem estrutura. Seguir um plano de refeições estruturado pode levar a uma maior perda de peso do que um programa padrão de nutrição.

Os benefícios de um suco de limpeza são o aumento da ingestão de vitaminas, minerais e antioxidantes, devido à quantidade de frutas e vegetais necessários para extrair o suco.

“Certamente há estudos que mostram benefícios do suco na concentração de antioxidantes e mecanismos antiinflamatórios no corpo humano”, diz Rachele Pojednic, Ph.D., professor de nutrição do Simmons College. na presença de uma dieta saudável (ou outros alimentos sólidos). O maior problema é que as pessoas pensam que estão “desintoxicando” seus órgãos, o que não é como funciona o seu fígado, rins ou qualquer outro órgão. “

Quais são os riscos de uma dieta líquida?

  • Sentindo-se tonto ou tonto
  • Muito poucas calorias
  • Falta de nutrientes importantes
  • Não sustentável a longo prazo
  • Falta de saciedade
  • Caro

“Há muito poucas recompensas de se fazer uma dieta líquida”, diz Pojednic. “Você pode perder um pouco de peso a curto prazo devido à perda de água, e talvez um pouco a longo prazo devido a um enorme déficit calórico. Mas alcançar esses resultados não é típico porque a dieta é tão desafiadora e faz você se sentir muito terrível “.

A maioria das pessoas não pode durar mais do que alguns dias antes de ceder a tudo o que estavam restringindo, o que apenas leva a excessos, culpa e recuperar o peso que você perdeu.

Além de sentir-se enforcado, você pode estar perdendo nutrientes importantes também. Sucos têm vitaminas e minerais, mas eles não têm fibra, gordura ou proteína. Beber suco sozinho pode levar a “dores de cabeça debilitantes, fome e diarréia”, diz Pojednic. “Apesar do hype que você sente desse jeito porque seu corpo é ‘detoxing’, esses sintomas são na verdade porque sua ingestão de calorias é tão baixa, seu açúcar no sangue entre as refeições é alto, seu corpo está respondendo a nunca se sentir saciado e Não há nada no seu intestino para aumentar o seu banco. “

Tenha certeza de que seu corpo cuida da limpeza para você.

“Seu corpo opera em mecanismos de sinalização muito bem regulados para mantê-lo em pé, funcionando e limpando as moléculas de que não precisa”, diz Pojednic. É por isso que você não faz overdose de aspirina. “Seu fígado tem enzimas muito específicas para ‘desintoxicar’ o seu corpo. Alguns alimentos podem influenciar essas enzimas, mas inundar seu corpo com líquidos não vai mudar drasticamente esses mecanismos ou ‘expulsar seu sistema'”, diz ela.

Uma desvantagem final? Custo. Subsistir apenas com líquidos fica caro.

Diferenças na Absorção de Nutrientes

 

Há uma diferença em como seu corpo absorve líquidos e sólidos. Os sólidos vêm com um passo extra no processo de digestão – mastigando.Mastigar sua comida aumenta seu fator de plenitude. Fibra também retarda a digestão, ajudando você a ficar mais tempo cheio, mas sucos não têm esse ingrediente chave.

“Os açúcares (glicose e frutose) no suco atravessarão a parede intestinal muito mais rapidamente, sem a fibra solúvel presente na fruta inteira, porque essa barreira de fibra estará ausente”, diz Pojednic. E enquanto você está recebendo uma dose concentrada de vitaminas e minerais (e açúcar) do suco, você pode não absorvê-los todos. As vitaminas A, D, E e K requerem gordura para absorção.

Você pode fazer uma dieta líquida você mesmo?

Você pode seguir uma dieta líquida por conta própria, mas verifique com seu médico ou nutricionista antes de fazê-lo. Você quer garantir que você está recebendo nutrientes adequados.

As dietas líquidas também podem ser perigosas se você estiver grávida, tiver tomado algum medicamento, tiver tido um procedimento recente ou tiver problemas intestinais ou digestivos.

Não tenho certeza se uma dieta líquida é ideal para você? Fale com um nutricionista, que pode orientá-lo através dos prós e contras com base em seus objetivos. Se você optar por isso, escolha bebidas que contenham proteínas, carboidratos e gordura para ajudá-lo a ficar satisfeito. Trocar sucos para smoothies pode ajudar. Considere ter uma refeição líquida por dia, em vez de todos os três. E não fique na dieta líquida por muito tempo.

9 alimentos para ajudá-lo a dormir

Se você quer cochilar do seu jeito, ou você só quer acordar sentindo-se mais revigorado pela manhã, confira esses alimentos que o ajudam a dormir.

Fato: as mulheres que relatam melhor sono foram 33% mais propensas a atingir suas metas de perda de peso, de acordo com um estudo publicado na revista Obesity . Se você quer cochilar do seu jeito, ou você só quer acordar sentindo-se mais revigorado pela manhã, confira esses alimentos que o ajudam a dormir.

1. Kiwi

Salada De Frutas Verdes

 

Esta fruta verde pode ser o último lanche pré-cama. Quando os voluntários comeram dois kiwis por hora antes de atingir o feno, dormiram quase uma hora extra, segundo pesquisa da Taipei Medical University em Taiwan. Os kiwis estão cheios de vitaminas C e E, serotonina e folato – e tudo isso pode ajudá-lo a adormecer.

2. Soyfoods

Sul da Bacia do Buda da Fronteira

 

Alimentos feitos com soja, como tofu, miso e edamame, são ricos em isoflavonas. Estes compostos aumentam a produção de serotonina, um químico cerebral que influencia o ciclo de sono-vigília do corpo. Os adultos que ingeriram duas ou mais porções de soja por dia dormiram mais e relataram o sono de melhor qualidade, de acordo com um estudo do 2015 Nutrition Journal .

3. Alimentos ricos em fibras

Pudim De Chia Da Amêndoa Do Mirtilo

 

Comer mais fibra pode ser fundamental para um sono melhor. A ingestão de fibras foi associada a um sono de ondas lentas mais restaurador – quanto mais você come, melhor você dorme – de acordo com um estudo publicado no Journal of Clinical Sleep Medicine . Fibra impede aumentos de açúcar no sangue que podem diminuir a melatonina. Obter um impulso de fibra de feijão, alcachofra, farelo de cereais e quinoa.

4. Peixe

Salmão Assado com Molho Chimmichurri

 

A maioria dos peixes – especialmente salmão, alabote e atum – possui vitamina B6, que é necessária para produzir melatonina (um hormônio indutor do sono causado pela escuridão), de acordo com um artigo publicado na Academia de Ciências dos Anais de Nova York .

5. suco de cereja azedo

Suco de cereja azedo

Em um pequeno estudo, sumo de cereja rico em melatonina foi mostrado para ajudar no sono. Quando adultos com insônia crônica bebiam uma xícara de suco de cereja, duas vezes ao dia, eles experimentavam algum alívio na gravidade de sua insônia.

6. Iogurte

Ricota e Parfait de Iogurte

Os produtos lácteos, como o iogurte e o leite, contêm doses saudáveis ​​de cálcio – e há pesquisas que sugerem que a deficiência de cálcio pode dificultar o sono.

7. Grãos Inteiros

Frango com crosta de pistache e salada quente de cevada

Bulgur, cevada e outros grãos integrais são ricos em magnésio – e consumir muito pouco magnésio pode dificultar o sono, relatou o Journal of Orthomolecular Medicine .

8. couve

Brócolis e couve refogados com manteiga de alho tostada

Os produtos lácteos são alimentos ricos em cálcio bem conhecidos. Mas vegetais de folhas verdes, como couve e couve, também possuem doses saudáveis ​​de cálcio. E a pesquisa sugere que ser deficiente em cálcio pode tornar difícil adormecer.

9. Bananas

Manteiga De Amêndoa E Batido De Proteína De Banana

As bananas, conhecidas por serem ricas em potássio, também são uma boa fonte de vitamina B6, necessária para produzir melatonina (um hormônio indutor do sono causado pela escuridão), de acordo com um artigo publicado na revista Annals of the New York Academy. das Ciências .

Algumas das ervas e ervas mais saudáveis ​​do mundo, você deve comer

As pessoas ao redor do mundo já sabem há séculos sobre o poder curativo das ervas e especiarias. Aqui está a ciência por trás de por que eles são tão bons para você, e dicas de como obter o seu preenchimento.

Uma pitada de canela no seu café da manhã. Um punhado de manjericão fresco sobre macarrão. Você sabe como ervas e especiarias podem despertar praticamente qualquer alimento. Mas eles também podem fazer muito para mantê-lo bem. Aqui estão os benefícios para a saúde de algumas das nossas ervas e especiarias favoritas, além de deliciosas maneiras de usá-las.

Importante: Algumas ervas em doses grandes podem causar efeitos colaterais ou interagir com medicamentos. Use moderação e informe o seu médico sobre quaisquer suplementos de ervas que você tomar.

1. cúrcuma

Latte de cúrcuma

 

Pode ajudar: Facilitar a inflamação, retardar o câncer, tratar a depressão e outras condições

Este tempero dourado oferece alguns benefícios de ouro sólido. Isso graças à sua alta quantidade de curcumina, um poderoso antioxidante.Estudos mostram curcumina pode ajudar a tratar uma série de problemas de saúde, de pequenas dores de dente a doenças crônicas como artrite, doenças cardíacas e diabetes. Os pesquisadores também estão estudando seu potencial como um tratamento para a doença de Alzheimer, bem como câncer de cólon, próstata e mama. Os resultados de um pequeno ensaio clínico, publicado em 2014, reforçaram a evidência de que a curcumina pode ser um tratamento seguro e eficaz para a depressão.

2. Gengibre

Tónico de saúde de camomila à base de plantas

 

Pode ajudar: Acalmar a náusea, combater a dor da artrite

O gengibre é bem conhecido por aliviar um estômago enjoado. Estudos mostram que pode ajudar a aliviar o enjôo matinal, bem como a náusea causada por cirurgia ou quimioterapia. E enquanto não há provas concretas de que funciona, muitas pessoas tomam gengibre por enjôo.

Gemgibre também é embalado com gingerols, compostos de combate à inflamação que alguns especialistas acreditam que podem ajudar a combater alguns tipos de câncer, reduzir a dor da osteoartrite e aliviar os músculos doloridos. Em um estudo, pessoas que tomaram cápsulas de gengibre por 11 dias tiveram 25% menos dores musculares quando se exercitaram, comparadas àquelas que tomaram placebo.Outro estudo descobriu que as injeções de extrato de gengibre ajudaram a aliviar a dor no joelho relacionada à osteoartrite.

3. Pimenta de Caiena

Amendoim Chile-Lima

 

Pode ajudar: Domine o apetite, aumente o metabolismo

Uma pitada de pimenta caiena com o seu jantar pode dar um pequeno impulso aos seus esforços de perda de peso, especialmente se você não estiver acostumado a coisas picantes. Pimenta caiena contém capsaicina, o composto que dá chiles frescos e especiarias como pimenta de caiena e páprica. Estudos mostram que a capsaicina aumenta a taxa metabólica do corpo, ajudando você a queimar um pouco mais de calorias. Também pode estimular substâncias químicas cerebrais que ajudam a domar a fome.

Em um estudo de seis semanas da Purdue University, 25 pessoas – alguns fãs de comida picante, outras não – tinham cerca de meia colher de chá de pimenta caiena com uma refeição diária. Aqueles que não comiam regularmente alimentos condimentados tinham menos fome e tinham menos desejos por alimentos doces, salgados e gordurosos. Os pesquisadores dizem que é o sabor quente da pimenta-de-caiena (especialmente para aqueles que não estão acostumados com isso) que leva aos benefícios.

4. Canela

Barras de frutas com canela e maçã

 

Pode ajudar: Reduza os açúcares adicionados na sua dieta, controle o açúcar no sangue

A American Heart Association recomenda o uso de especiarias doces como canela para dar sabor ao invés de açúcar e outros adoçantes. A maioria dos americanos consomem muito açúcar, o que pode levar à obesidade, diabetes, doenças cardíacas e outras doenças graves.

Alguns estudos sugerem que a canela pode ajudar a diminuir os picos de açúcar no sangue para pessoas com diabetes tipo 2. Os resultados foram mistos, portanto, são necessários mais estudos.

5. Alho

Alho e Parmesão Assado Cenouras

 

Pode ajudar: Reduza a pressão alta, aumente a imunidade

Com seus potentes compostos bioativos e outros nutrientes, o alho pode ser bom para muito mais do que evitar os vampiros. Tratamentos com extratos de alho, pós e suplementos foram encontrados para reduzir significativamente a pressão arterial elevada. Em um estudo com mais de 200 pessoas com hipertensão, tomar suplementos diários de alho reduziu a pressão arterial tão eficazmente quanto o medicamento beta-bloqueador atenolol.

E, embora alguns especialistas digam que a evidência é duvidosa, vários estudos sugerem que suplementos de alho podem ajudar a prevenir resfriados e acelerar a recuperação.

6. Hortelã-pimenta

Chá Verde Mint Gelado

Pode ajudar: Aumentar o humor e melhorar o foco, aliviar os sintomas da SII, aliviar a náusea

Tendo um dia ruim? Brew uma panela de chá de hortelã. Pesquisas sugerem que o aroma de hortelã pode ajudar a elevar o humor e aguçar o pensamento difuso. Alguns estudos sugerem que o perfume também pode acalmar uma dor de estômago. Em um pequeno estudo, mulheres que cheiraram espíritos de hortelã-pimenta após a cirurgia relataram muito menos náuseas do que aquelas que tomaram placebo ou medicamentos anti-náusea.

Enquanto mais pesquisas são necessárias nessas áreas, vários estudos mostram que o óleo de hortelã-pimenta pode aliviar a dor da síndrome do intestino irritável (SII). Especialistas acham que funciona reduzindo os músculos inchados e relaxantes no cólon.

7. Orégano

Molho de Pizza Caseira

Pode ajudar: Aumente a saúde do coração, lute contra infecções

Estas minúsculas mas poderosas folhas possuem muitos nutrientes, incluindo vitaminas K e E, cálcio, ferro, manganês e fibra. E o orégano é muito rico em antioxidantes. Na verdade, uma análise da American Chemical Society descobriu que apenas 1 colher de sopa de orégano fresco tem tanta atividade antioxidante quanto uma maçã média e que orégano tem 20 vezes mais poder antioxidante do que muitas outras ervas e quatro vezes mais que mirtilos. fontes mais ricas de antioxidantes ao redor.

Tudo isso é uma boa notícia para o seu coração e muito mais. Os antioxidantes previnem o dano celular causado pelos radicais livres, ajudando a combater doenças cardíacas, derrame e câncer. Além disso, o orégano tem fitonutrientes que ajudam a combater infecções.

8. Alecrim

Alecrim-Gengibre Mel Xarope Simples

 

Pode ajudar: melhorar a função cerebral e humor, promover o crescimento do cabelo

Um membro da família das mentas, o alecrim é valorizado tanto pelo seu sabor como pela sua fragrância. Estudos mostram que seu aroma amadeirado ajuda a melhorar a concentração e pode melhorar o humor. Estudos recentes sugerem que o alecrim, mesmo nas pequenas quantidades comuns na culinária, pode ajudar a prevenir o declínio cognitivo em pessoas idosas.

Um outro benefício: pode combater a perda de cabelo. Em um estudo de 2015, os pesquisadores compararam o óleo de alecrim ao minoxidil, um tratamento comum para a calvície. O grupo que tratou o couro cabeludo com óleo de alecrim teve crescimento capilar semelhante (e menos coceira no couro cabeludo) ao longo de seis meses em comparação com aqueles que usaram a medicação.

Por que cúrcuma é tão bom para você

A cúrcuma merece sua reputação super saudável?Aqui está o que a ciência diz sobre os benefícios desta especiaria popular.

Você pode ter ouvido que a cúrcuma é carregada com benefícios para a saúde. E é verdade: o tempero está adquirindo uma reputação como uma potência nutricional, potencialmente protegendo contra a doença de Alzheimer, câncer, artrite e depressão. Você pode conhecer a cúrcuma como o tempero em muitos pratos de curry, dando notas quentes e apimentadas e cor dourada. Embora tenha sido em torno de milhares de anos, a cúrcuma recentemente cresceu em popularidade e pode ser apenas uma das tendências mais quentes de nutrição – agora você pode encontrar chás de açafrão, leite dourado, tiros de açafrão e muito mais. Aqui está o que você precisa saber sobre os benefícios para a saúde da cúrcuma e como usá-la.
Latte de cúrcuma, é açafrão saudável?

 

Benefícios para a saúde da cúrcuma

Muitos estudos foram feitos sobre as propriedades curativas da curcumina – o composto ativo na cúrcuma – em relação a doenças como câncer, Alzheimer, artrite e depressão. A maior parte da pesquisa revelou resultados positivos, mas muitos estudos analisaram os efeitos da suplementação de curcumina (extraída do açafrão), em vez de consumir cúrcuma com alimentos. Além disso, a cúrcuma não é bem absorvida pelo corpo, e grande parte da pesquisa foi realizada no laboratório ou em animais, tornando alguns resultados mais conclusivos do que outros. Dito isto, aqui está o mais recente sobre os benefícios para a saúde da cúrcuma.

Alivia a artrite

A principal causa da artrite ainda é desconhecida, mas muitos especialistas suspeitam que ela vem da cartilagem inflamada. Açafrão é um poderoso antioxidante, e antioxidantes ajudam a remover os radicais livres potencialmente prejudiciais e reduzir a inflamação. Tomar 1 grama de curcumina diariamente por 8 a 12 semanas reduziu os sintomas de artrite tão bem quanto o ibuprofeno, de acordo com uma recente revisão de estudos. No entanto, isso equivale a quase 1/4 de xícara de açafrão por dia, muito mais do que você normalmente ganha com a comida. Mas, quando os pesquisadores deram uma dose menor de curcumina para pessoas com artrite no joelho (180 mg / dia, ou a quantidade que está em cerca de 1/2 colher de sopa de açafrão), eles relataram menos dor no joelho após 8 semanas em comparação com pessoas que receberam placebo comprimido.

Reduz o risco de Alzheimer

Cúrcuma e curcumina são talvez mais conhecidos por seus papéis na prevenção da doença de Alzheimer. Numerosos estudos em animais mostraram que o composto é promissor para evitar o acúmulo de placas no cérebro. Infelizmente, a curcumina deve atravessar a barreira hematoencefálica para evitar o acúmulo de placa, e o sistema digestivo humano quebra a curcumina antes que ela possa fazer isso. No entanto, em um estudo em ratos, os pesquisadores descobriram que a inalação de um tipo de curcumina em aerossol ultrapassa a digestão e atinge o cérebro. Os pesquisadores estão otimistas de que o método de inalação também pode funcionar para as pessoas (mas não tente isso em casa!).
Novas formulações orais de curcumina também estão mostrando resultados promissores que atravessam a barreira hematoencefálica.Tomar 80 miligramas de um suplemento oral de curcumina por 4 semanas pode reduzir os níveis de placa associados à doença de Alzheimer, de acordo com um estudo no Nutrition Journal. “Embora a pesquisa em humanos esteja apenas começando, se você tem um histórico familiar de Alzheimer, você pode conversar com seu médico sobre novas formulações suplementares de curcumina”, diz a nutricionista e especialista em Alzheimer, Susie Zachman, MS, RDN.

Ajuda com depressão

Tomar curcumina pode ajudar a aliviar alguns sintomas da depressão. Quando as pessoas com transtorno depressivo maior receberam suplementos de curcumina por 8 semanas, relataram sentir-se melhor e tomar curcumina foi significativamente mais eficaz na melhora de vários sintomas relacionados ao humor do que um placebo.

Pode ajudar a combater o câncer

Há pesquisas promissoras sobre a capacidade da cúrcuma de ajudar a manter o câncer sob controle. Vários estudos realizados em camundongos sugerem que a curcumina pode ser tóxica para células tumorais. Há muita pesquisa promissora nessa área, mas a curcumina não é uma cura para todos – o tipo de câncer e outros tratamentos afetam a eficácia da curcumina. Um estudo, publicado no Jornal Coreano de Urologia, mostra que a curcumina pode impedir o crescimento do câncer de próstata em cerca de 27%. Até 8 gramas de suplementos diários de curcumina podem ajudar a impedir a disseminação de alguns tumores cerebrais também, de acordo com um estudo do Therapeutic Advances in Medical Oncology. A mesma dose de 8 gramas, combinada com os medicamentos contra o câncer existentes, também pode ajudar a prevenir a disseminação de células cancerígenas, ajudando a eliminar as células que resistem ao tratamento quimioterápico. A pesquisa continua, mas os links e os resultados até agora são promissores. Consulte sua equipe médica antes de adicionar suplementos de curcumina ao tratamento do câncer.

 

Como usar cúrcuma

Cúrcuma deve ser fácil de encontrar no corredor de especiarias do seu supermercado local. Açafrão com sabor e colorido, açafrão é freqüentemente usado em pratos asiáticos. Você verá em receitas indianas, como caril, dal, tikka masala ou tandoori. Mas só porque é tradicionalmente encontrado na culinária asiática não significa que você não pode usá-lo de maneiras novas e interessantes. Tente adicionar um traço a legumes assados, ovos mexidos, smoothies ou verduras salteadas.
Açafrão também é adicionado a receitas antigas de bebida que foram pensadas para ter propriedades calmantes. O leite dourado – uma mistura de leite, açafrão-da-terra e às vezes adoçante, pimenta-do-reino, gengibre e canela – faz parte da tradição da medicina oriental há anos, onde se acreditava que eliminava a tosse e o congestionamento. Bebidas lácteas douradas e laticínios com cúrcuma passaram recentemente para o mainstream nos EUA: você pode até ver sua cafeteria local servindo uma xícara de ouro, às vezes com leite de coco ou óleo, pois a gordura pode aumentar a absorção. Muitas pessoas também estão bebendo chá de açafrão para seus supostos benefícios para a saúde.
Se você nunca tentou cúrcuma antes, agora é o momento perfeito. Embora a pesquisa sobre usos benéficos específicos esteja em andamento, definitivamente não pode prejudicar a sua culinária com um pouco mais de açafrão.

Alimentos que combatem a dor

Esses remédios naturais podem ajudar a aliviar naturalmente dores musculares, dores de barriga, dores de cabeça, dores de garganta e muito mais.

Quando você tem um monte de doenças, pílulas para cada dor e dor podem fazer você se sentir como uma drogaria ambulante, então não é de admirar que alguns de nós prefiram enfrentar uma dor de cabeça do que tomar uma pílula. Mas você pode lutar contra dores e dores naturalmente com alimentos – sem medicação? Embora os medicamentos vendidos sem prescrição médica e prescritos sirvam definitivamente a um propósito, descobrimos a ciência que mostra que você pode obter alguns efeitos de combate à dor nos alimentos. Aqui está um resumo de alimentos que podem ajudá-lo a se sentir melhor naturalmente.

Gengibre

Bom para: dores musculares e dores nas articulações
O gengibre não serve apenas para aliviar estômagos instáveis ​​e o resfriado comum. De fato, o gengibre é rico em compostos de combate à inflamação, como os gingeróis, que podem reduzir as dores da osteoartrite e aliviar os músculos doloridos. Em um estudo recente, pessoas que tomaram cápsulas de gengibre diariamente por 11 dias relataram 25% menos dor muscular quando realizaram exercícios projetados para sobrecarregar seus músculos (em comparação com um grupo similar que tomava cápsulas de placebo). Outro estudo descobriu que injeções de extrato de gengibre ajudaram a aliviar a dor da osteoartrite no joelho. O gengibre também pode ajudar a aliviar a dor e os sintomas em outros tipos de artrite, incluindo artrite psoriática. A Arthritis Foundation recomenda o gengibre como uma terapia segura e alternativa para tentar ajudar a melhorar os sintomas.

 

Salmão

Bom para: articulações inflamadas e tumores conturbados

Estudos preliminares sugerem que o ômega-3 pode ajudar a acabar com as dores da artrite reumatóide. E isso não é surpresa, já que os ômega-3 são elogiados por sua capacidade de reduzir a inflamação. Além de suavizar dores nas articulações, o ômega-3 também pode domar sua barriga com problemas (especialmente quando causada por estresse), de acordo com um estudo do Scandinavian Journal of Nutrition .

 

Café

Bom para: dores de cabeça e enxaquecas
Estudos mostram que 200 miligramas de cafeína – cerca da quantidade em 16 onças de café fresco – proporcionam alívio de dores de cabeça, incluindo enxaquecas. Se você não quer ser um bebedor de café todos os dias, essa estratégia pode sair pela culatra. Bebedores regulares de café geralmente sofrem de dores de cabeça de abstinência quando cortam a cafeína, mas não há nada insalubre em se ter uma xícara ou duas diárias.

Sábio

Bom para: dor de garganta
Quando sua garganta está arranhada e irritada, tente beber um chá feito de folhas de sálvia fermentadas. É um remédio recomendado pelos herboristas que tem algum apoio de ensaios clínicos. Um estudo descobriu que a pulverização de gargantas inflamadas com uma solução sálvia proporcionou um alívio eficaz da dor em comparação com um placebo.

Cerejas ácidas

Bom para: músculos cansados

Os músculos doloridos depois de um treino não precisam ser dados. Pesquisadores britânicos descobriram recentemente que as pessoas que tomavam 1 onça de suco concentrado de cereja duas vezes por dia durante 10 dias se recuperavam mais rápido do treino (uma sessão intensiva de treinamento de resistência de pernas no dia 8) do que aquelas que pularam o suco. Os pesquisadores acham que é porque as propriedades antiinflamatórias e antioxidantes das cerejas – e outros sucos de frutas roxas e roxas como uva, romã, açaí, mirtilo e oxicoco – atuam como AINEs naturais (antiinflamatórios não-esteróides, como o ibuprofeno e a aspirina ), reduzindo o dano muscular induzido pelo exercício.

Maneiras naturais de baixar a pressão arterial

Aqui estão algumas estratégias livres de medicação para reduzir a pressão arterial.

Um em cada três adultos americanos tem pressão alta . A hipertensão arterial ocorre quando os vasos que transportam sangue são submetidos a mais pressão do que deveriam. Isso faz com que o coração trabalhe mais e acrescente desgaste persistente aos vasos sanguíneos – colocando aqueles com hipertensão (o termo médico para pressão arterial acima de 140/90) em risco de problemas graves de saúde, como ataques cardíacos, doenças cardíacas, acidente vascular cerebral , doença renal e problemas cognitivos.

Isso é assustador o suficiente. Mas, pior ainda, a pressão alta pode ser um assassino silencioso, pois pode não ser acompanhada por nenhum sinal ou sintoma. E mesmo quando as pessoas estão conscientes, a pesquisa do Centro de Controle de Doenças (CDC) sugere que apenas cerca de metade das pessoas diagnosticadas com hipertensão a controlam.

Mas por que isso acontece, pois há maneiras naturais de reduzir a pressão arterial por meio de dieta e exercícios? “Parte do problema é que as pessoas não estão sendo testadas para pressão alta – e aquelas que muitas vezes não percebem que podem controlar a pressão alta – ou mesmo por onde começar”, diz Cordialis Msora-Kasago, RDN, um porta-voz da Academia de Nutrição e Dietética.

1. Seja ativo

Mulheres caminhando

Trabalhe seu coração para torná-lo mais forte. Com o exercício regular, o coração é capaz de bombear mais sangue a cada batida, o que diminui sua freqüência cardíaca. Exercício também aumenta a eficiência geral do seu corpo, o que significa que o coração não tem que trabalhar tão duro para obter oxigênio e nutrientes para todos os seus tecidos. Isto tem muitos benefícios: a pesquisa mostra que ser fisicamente ativo reduz a pressão arterial e impede que aqueles dentro da faixa normal ou pré-hipertensiva (pressão arterial entre 120/80 e 139/89) se coloquem em risco.

Em alguns, o exercício funciona para baixar a pressão arterial, mesmo quando os medicamentos não podem. De acordo com um estudo publicado na Hypertension, 50 pacientes com hipertensão resistente (definida como pressão alta que não responde a tomar três ou mais tipos de medicação destinada a baixar a pressão arterial) que andaram em uma esteira em uma taxa de 3 por cento três vezes uma semana durante oito semanas foi capaz de diminuir sua pressão arterial sistólica (o número na parte superior de uma leitura da pressão arterial) em 6 mm Hg (uma medida de pressão). Além disso, eles baixaram sua pressão arterial diastólica (o número no fundo) em 3 mm Hg.

Quanto exercício é suficiente? Especialistas recomendam estar ativo por pelo menos 30 minutos todos os dias na maioria dos dias da semana – mas se você puder encontrar mais tempo para se movimentar, os benefícios para o seu coração aumentam. Por exemplo, uma revisão de 2017 da Hypertension descobriu que, para cada 150 minutos que os participantes se exercitavam por semana, o risco de ter pressão alta diminuía 6%. Então, se você pode se mover mais, faça isso!

Embora o exercício aeróbico (por exemplo, caminhar, correr ou andar de bicicleta) seja uma forma de exercício testada e comprovada, qualquer atividade que melhore sua frequência cardíaca é benéfica. Por exemplo, uma revisão publicada no Journal of American Heart Association descobriu que o exercício de resistência – como levantar pesos – reduziu a pressão arterial diastólica mais do que exercícios de estilo aeróbico. E sinta-se à vontade para pensar fora da caixa: um estudo em mulheres hipertensas com mais de 70 anos concluiu que a jardinagem duas vezes por semana durante 50 minutos era suficiente para ajudar a baixar a pressão arterial média. O melhor tipo de atividade a ser realizada é a atividade que você sabe que ficará – seja em execução, jardinagem ou qualquer outra coisa.

2. Pattern sua dieta após DASH

 

Nenhum alimento é a cura ou a causa da hipertensão. Mas a pesquisa mostrou consistentemente que, após o exercício, manter padrões alimentares saudáveis ​​pode ajudar a reduzir a pressão sangüínea.

A maioria das pesquisas aponta para a dieta DASH como um padrão alimentar que vale a pena seguir para a saúde do coração. A dieta DASH enfatiza frutas, legumes, grãos integrais, legumes, nozes e sementes, peixe, aves e laticínios com baixo teor de gordura e limita carnes vermelhas, alimentos processados, bebidas açucaradas e álcool. Desde que o estudo da dieta DASH original foi publicado em 1997, ensaios clínicos descobriram que a dieta DASH é mais eficaz na redução da pressão sistólica e diastólica (em média 7,6 mmHg e 4,2 mmHg, respectivamente), de acordo com uma revisão de 2016 da Hypertension. .

Por que isso funciona tão bem? A dieta DASH contém mais nutrientes que podem ajudar a baixar a pressão arterial do que a dieta americana típica, como potássio, magnésio, cálcio e fibra alimentar. E naturalmente reduz a ingestão de sódio – um mineral que aumenta a retenção de líquidos e a inflamação – limitando os alimentos embalados, como batatas fritas e carnes processadas. Além disso, algumas pesquisas sugerem que seguir a dieta DASH ajuda na perda de peso, outro benefício que pode ajudar a controlar a pressão arterial.

A dieta DASH é baseada em um dia de 1.600 a 2.600 calorias. A Academia de Nutrição e Dietética descreve o seguinte: 7 a 12 porções de frutas e vegetais, 6 a 11 porções de grãos (por exemplo, pão integral, aveia, arroz integral); 2 a 3 porções de produtos lácteos com baixo teor de gordura; 6 ou menos porções por dia de carne magra, aves e peixe; 2 a 3 porções por dia de gorduras e óleos (evite gorduras trans e limite a gordura saturada); 3 a 5 porções por semana de nozes, sementes e leguminosas.

Essa quantidade de produtos está muito acima da norma – mais da metade dos americanos nem sequer come as 2 xícaras de frutas e 2-3 xícaras de vegetais diárias – por isso pode ser difícil fazer a troca. (Estudos estimam que apenas cerca de 20% das pessoas com hipertensão estão em conformidade com a dieta DASH depois de serem aconselhadas a segui-la). Mas isso não significa que seja impossível. O que mais importa é fazer alterações incrementais que você pode seguir. Aprender a dar sabor aos alimentos sem sal pode realmente ajudar. “A dieta DASH é mais suave do que estamos acostumados”, observa Msora-Kasago, “mas o uso de temperos e alho pode realmente dar muito sabor”.

3. Coloque seu Zen On

Ioga

Estar sob pressão pode contribuir para a hipertensão. Situações estressantes causam a liberação de hormônios que aumentam a freqüência cardíaca e tornam os vasos sanguíneos estreitos – uma perda a perder para aqueles preocupados com o número deles. Os efeitos a longo prazo de estar constantemente sob fogo ainda estão por ser determinados, mas há algumas pesquisas que sugerem que tomar medidas para reduzir o estresse é benéfico. Por exemplo, uma revisão de 2017 descobriu que a prática de qi gong, que envolve exercícios respiratórios, movimentos suaves e meditação, era tão eficaz quanto o exercício tradicional ou o yoga na redução da pressão arterial.

Além disso, dormir o suficiente por noite pode ajudar a reduzir tanto o estresse quanto a pressão sangüínea. O que é suficiente? Pelo menos seis horas de sono por noite. Obter menos do que isso pode aumentar o risco de ter hipertensão em 17%, de acordo com uma revisão de 2017 da revista Sleep Medicine.

Linha de fundo

Existem maneiras naturais e eficazes de baixar a pressão arterial – mas não há uma abordagem única para todos os casos. O primeiro passo é ter sua pressão arterial checada rotineiramente. Em seguida, encontre uma rotina que seja sustentável e agradável para você – e tenha o selo de aprovação de seu médico.

Beterraba – Seus benefícios surpreendentes para a saúde

Os benefícios para a saúde das beterrabas variam desde a pressão arterial baixa até o melhor desempenho atlético. Além disso, aprenda sobre a nutrição de beterraba e descubra a maneira mais saudável de comer beterraba – espremida, crua ou cozida?

A beterraba possui uma série de benefícios para a saúde, e há várias maneiras de aproveitá-las. Com apenas 58 calorias em um copo , as beterrabas são repletas de folato, fibras e potássio . Um copo fornece 4 gramas de fibra, principalmente o tipo insolúvel que mantém as coisas em movimento no seu sistema digestivo. Aqui, todas as razões saudáveis ​​para garantir que você economize espaço em seu prato para este veg raiz rubi (aprender tudo sobre como cozinhar beterrabas aqui ).

Beterraba pode baixar a pressão arterial

recipientes

 

A beterraba pode melhorar a saúde cardiovascular, diminuir a inflamação e baixar a pressão sanguínea. Beterraba contém altos níveis de nitratos naturais, que são convertidos em óxido nítrico dentro das artéria. Isso faz com que os vasos sanguíneos do coração e dos órgãos se dilatem, o que reduz a pressão arterial e aumenta o fluxo sanguíneo.

Um pequeno estudo de 2018 descobriu que beber um suco de beterraba concentrado era mais eficaz na redução da pressão arterial do que um suco de beterraba não concentrado, panquecas de beterraba ou suplementos de cristal de beterraba. A pressão arterial sistólica (o número mais alto) diminuiu em média cinco pontos no grupo que bebeu o concentrado de suco de beterraba. Manter uma pressão sangüínea saudável pode reduzir o risco de ataque cardíaco e derrame.

Beterraba pode impulsionar o desempenho atlético

recipientes

 

A beterraba também melhora a resistência. “Beterraba – e especificamente suco de beterraba – pode ser uma arma secreta para os atletas”, diz Chrissy Carroll, RD, um treinador de triatlo da USAT nível I e ​​blogueiro da Snacking in Sneakers . Este benefício também é devido aos nitratos de beterraba, que são convertidos em óxido nítrico e atuam como vasodilatador.

Em outras palavras, o óxido nítrico abre seus vasos sanguíneos e permite que o sangue e o oxigênio fluam mais facilmente. O resultado para você? Uma vantagem extra para vencer (trocadilho intencional!) A competição.

Em dois estudos, os homens que bebiam suco de beterraba melhoraram os testes de tempo de ciclagem. E um estudo de 2017 da Nutrients descobriu que quando 32 jogadores de futebol masculino bebiam suco de beterraba por seis dias, eles tiveram melhor desempenho em uma série de sprints repetidos.

Para um desempenho de pico, tente beber um pouco de suco de beterraba ou incluir algumas beterrabas fatiadas no café da manhã cerca de 90 minutos antes da próxima corrida ou corrida longa. Claro, tente isso durante o treinamento antes de testá-lo em qualquer corrida.

Mais estudos são necessários, uma vez que a maioria estudou apenas homens, nem todos os esportes foram estudados e os efeitos sobre exercícios de curta distância versus longa distância e alta contra baixa intensidade ainda são desconhecidos.

Beterraba combate a inflamação

recipientes

 

A beterraba é rica em betalaínas, um grupo de antioxidantes que combatem o câncer. Betalains incluem betacyanins, que dão beterrabas sua cor vermelha e roxa escura e betaxantinas, que são amarelas (daí as beterrabas douradas que às vezes aparecem em uma salada em um restaurante). Betalains diminuir a inflamação que poderia aumentar o risco de doenças crônicas, como doenças cardíacas e câncer.

“Os fitonutrientes da beterraba também são surpreendentes para diminuir a inflamação no fígado e nos rins e facilitar a desintoxicação desses órgãos, aumentando a produção de glutationa, que é o mecanismo natural de desintoxicação do corpo”, diz Doyle.

Qual é a maneira mais saudável de comer beterraba?

recipientes

 

Tanto comer beterraba e beber suco de beterraba lhe dará betalains anti-inflamatórios e outros fitonutrientes. Se você está procurando melhorar o desempenho atlético, beba. A beterraba fornece uma dose concentrada de nitratos, antioxidantes, vitaminas e minerais. O problema é que você perde a fibra. Isso não é necessariamente uma má notícia, se você está prestes a correr uma corrida. No entanto, a maioria dos americanos não obtém fibras suficientes, e a beterraba é uma boa fonte do tipo insolúvel, que o mantém mais cheio do que o suco de beterraba e ajuda a mantê-lo regular.

Beterraba crua contém mais vitaminas, minerais e antioxidantes do que beterraba cozida. Como muitos vegetais, quanto mais tempo você cozinhar beterraba (especialmente na água), mais dos fitonutrientes coloridos são liberados da comida e para a água. Guarde os nutrientes bons para as beterrabas assando-os ou refogando-os. Ou cozinhe-os levemente por apenas alguns minutos, diz Doyle.

Se a sua urina ficar roxa depois de comer ou beber beterraba, não se preocupe. Isso é normal e na verdade tem um nome – beeturia.

Maneiras saudáveis ​​de adicionar beterraba à sua dieta

recipientes

 

Longe vão os dias de comer apenas beterraba de uma lata ou salada. Agora você pode encontrar beterrabas espiralizadas (ou espiralizá-las você mesmo ), pré-cozidas ou cozidas na seção de produtos, e na forma líquida em sua barra de suco favorita. Curiosidade: você também pode comer folhas de beterraba (aka folhas de beterraba).

Beterraba e beterraba em conserva também estão ganhando popularidade. Beterraba em conserva pode ser saudável também, desde que não sejam carregados com sal e açúcar no processo de decapagem.

dicas saudáveis ​​para ajudar você a começar a comer uma dieta vegana

Se cortar carne, leite e ovos deixa você confuso sobre como comer uma dieta saudável e equilibrada, você está no lugar certo. Aqui estão 9 dicas saudáveis ​​para iniciar uma dieta vegana.

Tigela de Arroz Edamame e Vegetariana

 Você provavelmente já ouviu falar que comer mais vegetais e menos carne é saudável. Talvez você esteja se sentindo inspirado para tentar comer uma dieta vegana – que exclui todos os produtos de origem animal, incluindo laticínios e ovos – para melhorar sua saúde ou perder um pouco de peso. Comer uma dieta vegana pode ser uma maneira saudável de comer quando suas refeições estão cheias de vegetais, frutas, legumes e cereais integrais. Você precisa de uma dieta vegana bem planejada para garantir que não perca os nutrientes essenciais ou acabe comendo apenas alimentos vegans processados. Aqui estão 9 dicas simples para comer uma dieta vegana que é fácil e saudável.Mesmo que você esteja apenas tentando adotar uma dieta mais baseada em vegetais para obter melhor saúde, essas dicas são uma ótima maneira de começar.

Kung Pao Broccoli

1. Faça legumes as estrelas de suas refeições

As pessoas muitas vezes ficam presas no que não podem ter em uma dieta baseada em vegetais, em vez do que podem . Mas uma grande refeição não precisa centrar-se na carne. As refeições embaladas em vegetais são uma escolha vencedora: vegetais cheios de vitaminas (como A e K) e minerais (como potássio), mantêm suas calorias sob controle e, por serem ricos em fibras, podem ajudá-lo a se sentir mais satisfeito.

Feijão Preto-Quinoa Buda Tigela

2. Coma uma variedade de alimentos

Para certificar-se de que você está recebendo todos os nutrientes que você precisa em uma dieta vegana, é importante comer refeições equilibradas, que incluem uma variedade de alimentos saudáveis. Por exemplo, você obterá proteína e fibra dos feijões; As verduras são ótimas fontes de vitaminas A, C e K. Escolha produtos de todas as cores do arco-íris para obter todos os benefícios. Os tomates vermelhos têm licopeno saudável para o coração, os mirtilos azuis têm antocianinas que estimulam o cérebro e as batatas doces alaranjadas têm muita vitamina A para ajudar a manter os olhos saudáveis. Procurando por ideias de refeição? Experimente uma tigela de grãos bem equilibrada: arroz integral, ou quinoa, com feijão e uma mistura de legumes salteados ou assados.

Couve-flor vegana Alfredo

3. Escolha grãos integrais

Trocar grãos refinados, como macarrão branco e pão branco, por grãos integrais, como arroz integral e quinoa, acrescenta ferro e vitaminas do complexo B a uma dieta vegana (nutrientes que são removidos quando os grãos são refinados). E a fibra extra dos grãos integrais ajudará a mantê-lo satisfeito e pode até mesmo ajudá-lo a perder peso.

Tacos de Jackfruit Vegan

4. Descubra novas proteínas à base de plantas

Isso parece um acéfalo se você é vegano, mas uma coisa que todos podem fazer por uma saúde melhor é comer mais proteínas à base de plantas. Fontes animais de proteína, como carne e queijo, tendem a ser ricas em gorduras saturadas insalubres. (Além disso, há uma abundância de boas razões ambientais para cortar fontes de alimento animal.) As fontes veganas de proteína são abundantes e incluem: tofu, tempeh, edamame (soja), lentilhas, grão de bico e feijão. Nozes, como amêndoas e nozes, e sementes, como sementes de girassol e abóbora, também fornecem proteína. Embora muitas pessoas achem que é difícil para os veganos ingerirem proteína suficiente, normalmente não é um problema para alguém comer uma dieta variada e incluir conscientemente fontes de proteína à base de plantas. O Instituto de Medicina recomenda que as mulheres recebam 46 gramas de proteína por dia e os homens 56 gramas – uma quantidade que é muito fácil de alcançar. As mulheres cumpriam sua cota diária com ½ xícara de aveia seca (5 gramas de proteína), 2 colheres de sopa de manteiga de amendoim (8 gramas), 1/2 xícara de grão de bico (5 gramas), 1 xícara de quinoa cozida (8 gramas), 24 amêndoas (6 gramas), 1 xícara de espaguete integral cozido (7 gramas) e 1/2 xícara de tofu (10 gramas). Os homens poderiam adicionar apenas ½ xícara de lentilhas cozidas (9 gramas) para atender às suas necessidades diárias de proteína.

Cookies de aveia vegan sem adição de açúcar

5. Não assuma que os produtos alimentares veganos são mais saudáveis

Biscoitos veganos não são necessariamente melhores para sua cintura do que os biscoitos comuns. E pão de alho feito com margarina vegana não é necessariamente mais saudável para o coração do que um feito com manteiga. Os alimentos veganos processados ​​geralmente contêm óleo de palma saturado de gordura e óleo de coco. Atenha-se a alimentos integrais e nutritivos que por acaso sejam veganos, como cenouras e hummus, nozes e frutas secas, tortilla de grãos inteiros com guacamole. Deliciar-se com os doces veganos de vez em quando é bom, mas não os justifique como “saudáveis” simplesmente porque são veganos.

Pudim De Chia De Chai

6. Concentre-se em Omega-3 sem Peixe

Mesmo quando você come uma variedade de alimentos veganos saudáveis, alguns nutrientes serão difíceis de encontrar. DHA e EPA, dois tipos de ácidos graxos ômega-3, são importantes para o desenvolvimento dos olhos e do cérebro, bem como para a saúde do coração. Os ácidos graxos ômega-3 são encontrados principalmente em peixes gordurosos, como salmão, embora possam ser produzidos pelo organismo em pequenas quantidades de ALA, outro tipo de ômega-3 encontrado em plantas como linhaça, nozes, óleo de canola e soja. Uma variedade de alimentos, incluindo leite de soja e barras de café da manhã, agora são enriquecidos com DHA. Suplementos de DHA / EPA feitos a partir de algas também estão disponíveis.

Taça Vegan Smoothie

7. Não se esqueça da vitamina D

A maioria das pessoas obtém vitamina D de peixes enlatados, como salmão, sardinha e produtos lácteos fortificados, como leite e iogurte, mas D também está em alguns leites fortificados, como soja ou leite de amêndoa e suco de laranja. Alguns cogumelos que foram expostos à luz UV também são boas fontes. Nos meses de verão, quando o sol está mais forte, nossa pele pode sintetizar D. O valor diário (DV) para a vitamina D é de 600 UI, com alguns especialistas dizendo que deve estar mais perto de 1.500 UI. Muitas pessoas, incluindo veganos, podem precisar de um suplemento para atingir esses números.

Vegetais de Raízes Assadas & Verduras com Lentilhas Temperadas

8. Bombeie seu ferro

Proteínas animais como carne e frango são as melhores fontes de ferro, que é outro nutriente que é importante para os vegans prestarem atenção. Os veganos ainda podem obter esse mineral de feijões, legumes e verduras, mas o ferro de fontes vegetais (ferro não-heme) não é tão facilmente absorvido como é de fontes de carne (ferro heme). Para obter o máximo de ferro à base de plantas, coma alimentos ricos em ferro com alimentos ricos em vitamina C, o que ajuda a aumentar a absorção, e não ao mesmo tempo que os alimentos ricos em cálcio, que podem inibir a absorção de ferro.

Paté de cogumelos

9. Esteja ciente de B12

A vitamina B12 – uma vitamina que ajuda a transformar alimentos em energia em nossos corpos e ajuda na função cerebral – é encontrada principalmente em alimentos de origem animal, como carne, peixe, aves, ovos e laticínios. As pessoas que seguem uma dieta vegana podem obter alguns B12 de cereais fortificados ou barras energéticas, mas devem conversar com seu médico sobre tomar um suplemento. O DV para vitamina B12 é de 2,4 microgramas para a maioria dos adultos.

error: Content is protected !!